Listas

Os 5 jogadores que começaram 2021 no São Paulo e já deixaram o clube

Bia Palumbo
Dani Alves foi campeão pelo time do coração, mas o adeus foi polêmico
Dani Alves foi campeão pelo time do coração, mas o adeus foi polêmico / David Ramos/GettyImages
facebooktwitterreddit

A pandemia do novo coronavírus provocou uma alteração significativa no calendário do futebol brasileiro e a estreia que seria em janeiro foi adiada para fevereiro. Logo no primeiro dia do mês o São Paulo demitiu Fernando Diniz e cerca de 10 dias depois anunciou Hernán Crespo. A temporada 2020 terminou no dia 25 com o interino Marcos Vizolli no comando técnico. O argentino só estreou três dias depois, no empate em 1 a 1 diante do Botafogo-SP pelo Campeonato Paulista no Morumbi.

No total foram 14 jogadores que participaram da estreia do estadual. O tricolor chegou até a decisão e interrompeu um jejum de títulos que durava nove anos - a última conquista tinha sido a Copa Sul-Americana em 2012. Ao longo do ano o tricolor passou por outras mudanças dentro e fora de campo. Mesmo campeão, Crespo não resistiu a uma instabilidade durante a temporada e duas eliminações na Copa do Brasil e Libertadores, então foi demitido. Além dele, outros jogadores também se despediram do Morumbi.

1. Daniel Alves

Dani Alves
Dani Alves foi apresentado no Barça em setembro / AFP7/GettyImages

Ele é um dos únicos dessa lista que começou a temporada como titular. Com Crespo atuou mais na lateral-direita e ala, mesmo com a 10 nas costas, mas em momento algum conquistou os são-paulinos, irritou os torcedores quando foi para a Seleção Brasileira e nem participou da reta final da Libertadores e deixou o clube de forma inusitada, depois de faltar na reapresentação e justificar a ausência por pendências financeiras que o clube tem com ele. As partes entraram em acordo e as parcelas continuam em 2022. Dias depois o experiente jogador de 38 anos assinou o retorno ao Barcelona, onde está atualmente.

2. Tchê Tchê

A mudança de ares fez muito bem ao meio-campista, negociado com o Atlético-MG em abril a pedido do técnico Cuca, o mesmo que tinha indicado o jogador ao São Paulo quando trabalhava na equipe. Ele terminou 2021 na reserva, porém participou ativamente da campanha dos títulos do Brasileirão e da Copa do Brasil.

3. Hernanes

Um dos maiores ídolos do São Paulo no século XXI, quando foi bicampeão brasileiro, Hernanes disputou apenas nove partidas sob comando de Crespo e decidiu acertar com o Sport, onde ganhou a titularidade e a braçadeira de capitão. No total foram 17 jogos, mas ele não conseguiu evitar o rebaixamento do Leão para a Série B no Campeonato Brasileiro.

4. Bruno Rodrigues

Primeiro reforço contratado para 2021, antes mesmo da chegada de Crespo, o atacante de 23 anos teve poucas oportunidades - atuou sete partidas (80 minutos em campo no total) e foi embora para jogar no Famalicão. Nesta temporada acumula cinco gols em 21 partidas na elite do futebol português.

5. Bruno Alves

O nome mais recente a se despedir do Morumbi é o zagueiro de 30 anos que também começou a temporada como titular, mas virou reserva com a chegada de Miranda. A saída dele gerou insatisfação por parte da torcida, que era a favor da permanência de um defensor que estava adaptado ao clube. No total foram seis gols em 187 partidas com a camisa são-paulina.

Há mais dois jogadores cotados para engrossar essa lista acima, os atacantes Galeano e Pablo. Revelado em Cotia, o paraguaio de 21 anos chegou a ser improvisado até como lateral-direito, mas nunca se firmou sob comando de Crespo nem de Ceni, então a tendência é que seja envolvido em alguma transação.

Já o centroavante que é a maior contratação da história do São Paulo terminou 2021 como artilheiro do time, mas em baixa com a torcida e com o técnico Rogério Ceni, que o escalou como titular apenas uma vez. Pablo sequer foi relacionado em sete das 10 partidas que o ex-goleiro comandou o time. Um dos prováveis destinos é o Ceará, já que viveu a melhor fase da carreira quando trabalhou com o treinador Tiago Nunes.

facebooktwitterreddit