Os 5 erros do Barcelona na derrota para o Atlético de Madrid

Nov 22, 2020, 8:04 AM GMT-3
Lionel Messi, Thomas Lemar, Mario Hermoso
Atletico de Madrid v FC Barcelona - La Liga Santander | Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images
facebooktwitterreddit

Sinal amarelo ligado no Barcelona. O elenco blaugrana foi testado, como visitante, frente ao forte Atlético de Madrid. Mas não passou no teste: derrota por 1 a 0, nenhum ponto na bagagem de volta e uma exibição preocupante para o futuro. Abaixo a gente explica o porquê:

1. Koeman não consegue encontrar a fórmula

Ronald Koeman
Atletico Madrid v FC Barcelona - La Liga Santander | Soccrates Images/Getty Images

Escalações que se alternam, posicionamentos, mobilidade do ataque com Griezmann/sem Griezmann, pouca profundidade dos laterais, falta de rapidez na transição....os problemas do Barcelona são vários, e Koeman ainda não encontrou a receita ideal para fazer o time dar liga. Alterna belas partidas com algumas das piores dos últimos anos. A inconstância é normal no início dos trabalhos - ainda mais num clube em clara reconstrução - mas até quando haverá paciência com a evolução de um elenco que tem nomes de qualidade para render melhor?

2. A apatia de Lionel Messi

Lionel Messi
Atletico Madrid v FC Barcelona - La Liga Santander | Soccrates Images/Getty Images

Há jogos em que Messi se poupa no seu decorrer para aparecer no momento certo. Aqueles jogos "de estocadas"e gols ou assistências cirúrgicas. Não foi o que aconteceu diante do Atlético. Pouco produziu, pouco apareceu, pouco foi efetivo e, como capitão, pouco liderou o time. A sensação é de que o Barcelona poderia jogar mais 500 minutos que não sairia nenhum gol.

3. Mais uma vez, Griezmann

Antoine Griezmann
Atletico Madrid v FC Barcelona - La Liga Santander | Soccrates Images/Getty Images

A fase do atacante francês (e do time em si) é tão complicada que nem mesmo a "Lei do Ex" foi suficiente para atrair ao menos um golzinho daquele que poderia ser o co-responsável pelo ataque do time nas noites em que Messi pouco produz. Mas ele não aproveita as oportunidades, seja na ponta ou centralizado. Fica difícil defendê-lo (e olha que tentamos).

4. A saída de Ter Stegen

FBL-ESP-LIGA-ATLETICO-BARCELONA
FBL-ESP-LIGA-ATLETICO-BARCELONA | GABRIEL BOUYS/Getty Images

Normalmente um oásis no meio da mediocridade culé nos últimos anos, o goleiro teve participação direta no gol anotado por Carrasco. Talvez já demonstrando um certo desespero pelo contexto tenebroso que vive o clube, Stegen perdeu a noção de posicionamento para dar o bote quase no meio-campo, facilitando a missão do contra-ataque atleticano. Quando nem o que costuma dar certo dá errado é porque a situação está feia mesmo.

5. Piqué: rendimento abaixo da crítica e agora lesionado

Gerard Pique
Atletico Madrid v FC Barcelona - La Liga Santander | Soccrates Images/Getty Images

Pouco eficiente nos confrontos diretos com os atacantes adversários, Piqué ainda acabou saindo aos 17 do segundo tempo com uma lesão no joelho que parece grave. Triste momento que coroou uma noite para esquecer no Wanda Metropolitano.

facebooktwitterreddit