Flamengo

Os 3 principais acertos do Flamengo na goleada sobre o La Calera no Maracanã

Antonio Mota
O Flamengo goleou o La Calera por 4 a 1, no Maracanã, pela 2ª rodada do Grupo G da Libertadores.
O Flamengo goleou o La Calera por 4 a 1, no Maracanã, pela 2ª rodada do Grupo G da Libertadores. / Pool/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Flamengo venceu o Unión La Calera por 4 a 1, no Maracanã, na noite da última terça-feira (27), pela 2ª rodada do Grupo G da Conmebol Libertadores. Com o resultado, o Rubro-Negro manteve o 100% de aproveitamento no principal torneio do continente e também assegurou a liderança isolada de sua chave, tendo 6 pontos – dois a mais do que a vice-líder LDU e cinco de vantagem para a própria La Calera.  

E o Mais Querido foi bem. Com muito mais qualidade técnica do que o rival do Chile, o Fla controlou o jogo e não sofreu para construir o placar, mas, por outro lado, também foi mais arranhado pelo adversário do que o imagino. Vale o alerta. Confira abaixo os 3 principais acertos do Flamengo na goleada contra o La Calera – além do belíssimo gol de Pedro.

1. Harmonia coletiva

Gabriel Flamengo Libertadores
Gabigol, BH e Arrascaeta têm uma sincronia absurda. / Pool/Getty Images

O Flamengo é quase imbatível na América do Sul quando impõe o seu ritmo. Contra o La Calera, após demorar mais do que o projetado para marcar, o Mais Querido soube aliar velocidade, técnica e boa colocação para abrir o placar. Já mais solto, o Fla encaixou mais um contra-ataque e praticamente decidiu o jogo: 2 a 0. Depois, apesar de ter sofrido nos primeiros 20 da segunda etapa, soube retomar o ritmo e ampliar: 4 a 1.

Fica o alerta, porém, para o apagão do Rubro-Negro. Ao voltar do vestiário, o La Calera pressionou, marcou um gol e quase empatou. Este tipo de situação não pode acontecer na Libertadores.

2. Arrascaeta + 10?

Giorgian de Arrascaeta Flamengo Libertadores
Arrascaeta vive um momento espetacular. / Pool/Getty Images

Sem sombra de dúvidas, Arrascaeta é o melhor jogador do Flamengo na atualidade. Com muita visão de jogo, poder de decisão, qualidade no passe e participação de modo geral no ataque e na defesa, o camisa 14 é um diferencial absurdo do Rubro-Negro. E isso ficou bem nítido contra o La Calera. Participativo, o uruguaio criou e armou lances muitos bons. Mais um gol e uma assistência para o meia.

3. Qualidade, concentração e intensidade

Flamengo Pedro Libertadores
O Flamengo tem um elenco muito bom. / ANTONIO LACERDA/Getty Images

Com exceção dos primeiros minutos do segundo tempo, o Flamengo não teve dificuldades para vencer o La Calera. Com qualidade técnica e tática de sobra, o Rubro-Negro amassou o time do Chile em diversas oportunidades. A intensidade imposta pelo bloco de frente assustou os adversários, que pouco conseguiu fazer. E, claro, enquanto esteve 100% ligado no jogo, o Fla não deu brechas.  

facebooktwitterreddit