Os 11 jogadores que já ganharam o Prêmio Puskás

Fabio Utz
Wendell Lira é um dos brasileiros a deter a honraria
Wendell Lira é um dos brasileiros a deter a honraria / FABRICE COFFRINI/GettyImages
facebooktwitterreddit

Gols antológicos, dignos de reconhecimento! Pois o Prêmio Puskás surgiu justamente para premiar essas obras de arte! Relembre os 11 jogadores já receberam essa honraria e, claro, reveja cada um dos lances!

1. Cristiano Ronaldo (2009)

O craque português foi o primeiro a receber o prêmio. Seu gol pelo Manchester United, diante do Porto, em duelo de Champions, ficou marcado nos olhares de quem acompanhou in loco.

2. Hamit Altintop (2010)

Em duelo entre Turquia e Cazaquistão, aproveitou uma jogada ensaiada em cobrança de escanteio para arrematar com um voleio inalcançável.

3. Neymar (2011)

Era Neymar mostrando, já ali, do que seria capaz. Uma arrancada de gênio para culminar em um gol que viraria vinheta e marcaria sua carreira.

4. Miroslav Stoch (2012)

Jogada ensaiada em cobrança de escanteio culminou em um chute de primeira, no ângulo, sem qualquer chance de defesa para o goleiro.

5. Zlatan Ibrahimovic (2013)

Há pouco o que falar sobre o gol de Ibra. Com mais de 30 metros de distância, inventou uma 'puxeta' e assombrou o planeta em duelo entre Suécia e Inglaterra.

6. James Rodríguez (2014)

O meia colombiano vivia seu momento de glória, e o chutaço que culminou em um gol antológico diante do Uruguai, na Copa do Mundo de 2014, garantiu o prêmio.

7. Wendell Lira (2015)

Repetindo Neymar, Wendell Lira, do Goianésia, arrematou de forma acrobática uma linda jogada do Goianésia. É preciso equilíbrio e força para conseguir uma conclusão dessas...

8. Mohd Faiz Subri (2016)

Este gol de falta desafia as leis da física e dificilmente alguém conseguirá fazer algo semelhante. Claro que o vento ajuda, mas a curva da bola é simplesmente impressionante.

9. Olivier Giroud (2017)

Foi uma jogada de vídeo game do time do Arsenal que terminou no 'gol escorpião' de Giroud. No momento do lance, ninguém tinha dúvida de que ganharia o Puskás.

10. Mohamed Salah (2018)

O golaço do egípcio, em clássico contra o Everton, tem de tudo um pouco: drible, técnica e precisão. Os torcedores do Liverpool se deliciam com o talento do atacante.

11. Daniel Zsori (2019)

Aos 18 anos, se tornou o primeiro húngaro a ganhar o troféu que leva o nome do maior jogador da história do seu país. A linda bicicleta foi o grande lance do clássico entre Debrecen e Ferencváros.

facebooktwitterreddit