Internacional

Organizada do Inter leva faixas para dentro do Beira-Rio com críticas ao elenco e pedido de saída de jogadores

Fabio Utz
Thiago Galhardo recebeu cobranças por conta de postura
Thiago Galhardo recebeu cobranças por conta de postura / Getty Images/Getty Images
facebooktwitterreddit

Imagine uma torcida organizada vinculada a um clube, com acesso ao estádio, e indo ao local preparar o ambiente para um jogo se utilizando de faixas de protesto. Com conhecimento ou não da direção do Internacional, foi o que a Guarda Popular fez nesta sexta-feira, véspera do duelo contra o Cuiabá pelo Campeonato Brasileiro.

No tradicional espaço atrás da goleira à direita das cabines de imprensa, os torcedores expuseram seu descontentamento com dirigentes e jogadores. João Patricio Herrmann, vice-presidente de futebol, teve sua saída solicitada. O volante Rodrigo Dourado foi chamado de "chorão", enquanto Thiago Galhardo foi ironizado por conta de seu novo corte de cabelo e de sua postura nas redes sociais.

Rodrigo Dourado Inter Internacional Protesto Beira-Rio Guarda Popular Torcida
Rodrigo Dourado foi chamado de "chorão" por colorados / Bruna Prado/Getty Images

Além deles, nomes como Edenilson, Patrick, Rodrigo Lindoso e Heitor não escaparam das críticas. A Guarda Popular pediu honra aos profissionais de um elenco chamado por ela própria de o "pior da história" do Inter. As faixas foram retiradas pelo clube.

Para mais notícias do Internacional, clique aqui.

facebooktwitterreddit