Futebol Internacional

O XI ideal histórico de brasileiros que passaram por Milan ou Inter de Milão

Nathália Almeida
Ronaldinho é uma das lendas que já vestiu a camisa do Milan
Ronaldinho é uma das lendas que já vestiu a camisa do Milan / Claudio Villa/GettyImages
facebooktwitterreddit

Na próxima terça-feira, 19 de abril, dois dos maiores clubes do futebol italiano e da Europa como um todo se enfrentam valendo vaga na decisão da Coppa Italia. Após empate por 0 a 0 no jogo de ida, Inter de Milão e Milan voltam a se enfrentar no San Siro, para um quente e decisivo Derby della Madonnina que promete parar o país.

No aquecimento para este duelo, o 90min decidiu montar um arrojado XI ideal combinado formado apenas por brasileiros que vestiram ao menos uma das duas camisas. Levando em consideração que estamos falando de dois clubes com longo histórico de atletas verde e amarelos, ficou um verdadeiro timaço. Confira:


1. Dida (Milan)

Dida
Dida fez história no Milan / Etsuo Hara/GettyImages

Considerado por muitos como um dos maiores goleiros da história recente do futebol brasileiro, Dida marcou época com a camisa do Milan, clube que defendeu por longos dez anos. Brilhou em várias campanhas vitoriosas do Rossonero, em especial na Champions League de 2002/03, defendendo três penalidades na decisão contra a rival Juventus.

2. Cafu (Milan)

Cafu
Cafu é uma lenda do futebol mundial / New Press/GettyImages

Bicampeão do mundo com a Seleção Brasileira, Cafu é uma verdadeira lenda do esporte. E para a alegria da torcida rossonera, o grande lateral-direito brasileiro escolheu o clube do San Siro para defender logo após o penta em 2002. Em seus cinco anos de casa, conquistou seis títulos.

3. Lúcio (Inter de Milão)

Da Silva Ferreira Lucimar Lucio
Lúcio conquistou títulos importantes pela Inter / Massimo Cebrelli/GettyImages

Zagueiro de muita força, vigor físico e inteligência, Lúcio é mais um campeão do mundo que atuou por um dos gigantes de Milão. Sete anos depois do penta, assinou com a Inter de Milão e tornou-se um dos pilares da equipe nerazzurri que fez história na virada da década, conquistando a Tríplice Coroa na temporada 2009/10.

4. Thiago Silva (Milan)

Thiago Silva
Thiago Silva é ídolo da torcida do Milan / Marco Luzzani/GettyImages

Ídolo da torcida do Fluminense, o "monstro" não demorou nada para se tornar uma referência junto à torcida milanista. Contratado pelo clube italiano em 2009, foi um herdeiro valioso no setor em que Maldini e Nesta fizeram história. Deixou muita saudade no San Siro. Atualmente, segue rendendo em alto nível com a camisa do Chelsea.

5. Roberto Carlos (Inter de Milão)

Que Roberto Carlos fez história vestindo a camisa do Real Madrid, quase todo fã de futebol sabe. O que poucos se lembram é que o primeiro time do craque na Europa não foi o Real, mas sim a Inter de Milão, que selou sua contratação para a temporada 1995/96 junto ao Palmeiras. Passou apenas um ano na Itália antes de rumar à Espanha, onde empilhou taças.

6. Emerson (Milan)

Milan's midfielder Ferreira Emerson cont
Emerson foi um volante de muita qualidade / MARCELLO PATERNOSTRO/GettyImages

Conhecido no futebol europeu por sua seriedade e ética de trabalho, Emerson fez muito sucesso na Itália, tendo defendido três das camisas mais tradicionais do país: Roma (2000-2004), Juventus (2004-2006) e Milan (2007-2009). Foi pouco aproveitado por Ancelotti, mas conquistou dois títulos.

7. Kaká (Milan)

Kaka
Kaká foi o último brasileiro a vencer o Bola de Ouro / Claudio Villa/GettyImages

Último brasileiro a conquistar o prêmio de melhor jogador do mundo - sendo eleito Bola de Ouro em 2007 -, Kaká é um ídolo atemporal do Milan, onde teve os melhores anos de sua carreira internacional. Foi o principal artilheiro e o MVP da Champions League 2006/07, conquistada pelo Rossonero.

8. Rivaldo (Milan)

Rivaldo of AC Milan in action
Rivaldo defendeu o Milan ao longo de sua vitoriosa carreira / Getty Images/GettyImages

Outro brasileiro que venceu o Bola de Ouro e defendeu a camisa rubro-negra foi Rivaldo. Sua primeira experiência na Europa ocorreu em LaLiga, por Deportivo La Coruña e posteriormente Barcelona, onde tornou-se melhor do mundo (1999). No Milan, ergueu três taças ao longo de três temporadas, incluindo a Champions de 2002/03, ao lado de Dida.

9. Ronaldo (Inter de Milão e Milan)

Ronaldo Nazario - Soccer Player
Fenômeno defendeu as duas camisas de Milão / Claudio Villa/GettyImages

Único craque a entrar no XI ideal como "interseção", Ronaldo Fenômeno é aqueles casos raros de atleta que atuou por dois arquirrivais e ainda assim segue respeitado pelas duas torcidas. Lenda interista por seus cinco anos vestindo azul e preto, o camisa 9 não teve o mesmo impacto em seu tempo no Milan (2007/08), mas inspirou uma geração uma geração inteira de atacantes em solo europeu.

10. Ronaldinho Gaúcho (Milan)

Ronaldinho
Ronaldinho, o maior representante do jogo bonito / Valerio Pennicino/GettyImages

E por falar em inspirar, que tal o maior representante do que conhecemos como "jogo bonito"? Ronaldinho, conhecido por muitos como "Bruxo" ou "Dinho", também faz parte do grupo de campeões do mundo em 2002 que defenderam o Milan. Com a camisa rossonera, comemorou o título da Serie A Italiana em 2010/11.

11. Adriano (Inter de Milão)

Adriano
Adriano foi um furacão com a camisa interista / New Press/GettyImages

Fechamos esse lendário XI ideal com Adriano, o Imperador, brasileiro que a torcida da Inter de Milão sempre tratará com carinho e devoção. Explosivo e avassalador em seus primeiros anos vestindo a camisa interista, o canhoto foi peça fundamental daquele histórico time que conquistaria o Scudetto cinco vezes seguidas entre 2004 e 2009.

12. Banco de reservas

Julio Cesar
Júlio César foi um grande goleiro / Valerio Pennicino/GettyImages

Goleiro: Júlio César (Inter de Milão)
Laterais: Maicon (Inter), Serginho (Milan)
Zagueiros: Roque Júnior (Milan), Miranda (Inter)
Meias: Felipe Melo (Inter), Leonardo (Milan), Coutinho (Inter)
Atacantes: Amarildo (Milan), Mazzola (Milan), Amoroso (Milan)

facebooktwitterreddit