Copa Libertadores

O XI ideal dos jogos de ida das semifinais da Conmebol Libertadores

Nathália Almeida
Bruno Henrique foi o craque da rodada
Bruno Henrique foi o craque da rodada / Pool/Getty Images
facebooktwitterreddit

Com uma partida morna/abaixo da média e outra eletrizante, o meio de semana foi marcado pelos duelos de ida das semifinais da Conmebol Libertadores. E se mais uma rodada do maior torneio de clubes do continente chegou ao fim, chegou a hora de vermos quem mais se destacou com a bola rolando.

Vitorioso em casa, o Flamengo, como não poderia ser diferente, acabou dominando o nosso XI ideal. Confira:


1. Diego Alves (Flamengo)

Diego Alves
Diego Alves teve atuação espetacular no Maracanã / Buda Mendes/Getty Images

Quem só viu o placar final da partida no Maracanã pode ter achado que foi um jogo tranquilo, mas passou longe disso: o Barcelona tentou jogar, se arriscou e criou alguns lances agudos, especialmente na primeira etapa.

Diego Alves, no entanto, estava em noite inspirada e evitou uma surpresa desagradável para o Flamengo. Ao todo, foram cinco defesas importantes, sendo quatro delas em finalizações de dentro da sua área.

2. Mariano (Atlético-MG)

mariano atlético mg
Mariano foi impecável defensivamente / ANDRE PENNER/Getty Images

Fez um excelente trabalho anulando as subidas do uruguaio Piquerez. Muito firme defensivamente, terminou a partida no Allianz Parque com um corte, quatro interceptações e três desarmes. Sólido demais.

3. Rodrigo Caio (Flamengo)

Rodrigo Caio
Rodrigo Caio teve atuação muito segura, como de costume / Miguel Schincariol/Getty Images

Quando está saudável, Rodrigo Caio é um dos melhores zagueiros em ação no futebol brasileiro. Fez uma partida boa contra o Barcelona, vencendo a maioria dos duelos pelo chão e também pelo alto. Além disso, somou duas interceptações e quatro desarmes.

4. Junior Alonso (Atlético-MG)

Junior Alonso, Luiz Adriano
Alonso esteve muito bem nas antecipações / Pool/Getty Images

O Palmeiras praticamente não viu a cor da bola no Allianz, terminando o jogo com apenas uma finalização certa. Isso passa pela grande atuação do sistema defensivo alvinegro, que além de Mariano, teve Alonso como pilar.

5. Renê (Flamengo)

Rene
Renê não comprometeu na retaguarda / Buda Mendes/Getty Images

Reserva imediato de Felipe Luís, Renê fez uma partida correta, apesar de ter sofrido um pouco nos embates 1x1. Contudo, foi uma rodada ruim para os laterais-esquerdos, o que acaba culminando na presença do representante rubro-negro nesta seleção.

6. Jair (Atlético-MG)

Jair, Zé Rafael
Jair ganhou a ampla maioria dos embates 1x1 / Pool/Getty Images

Incansável, o volante foi um dos jogadores com mais toques na bola (80) na partida contra o Palmeiras. Além disso, somou quatro desarmes e nove duelos vencidos pelo chão.

7. Willian Arão (Flamengo)

willian arao flamengo
Arão brilhou nos desarmes / SILVIA IZQUIERDO/Getty Images

Legítimo "carregador de piano" para que seus companheiros de frente possam brilhar diante dos principais holofotes, Willian Arão foi um dos melhores em campo contra o Barcelona.

Venceu 8/12 duelos pelo chão, 8/9 em duelos aéreos e ainda somou seis desarmes, sendo o líder de sua equipe nesta última estatística.

8. Andreas Pereira (Flamengo)

Andreas Pereira
Andreas fez um partidaço no Maracanã / Pool/Getty Images

Meia moderno que defende e apoia com a mesma qualidade, Andreas fez uma bela partida no Maracanã. Organizou e conduziu o meio-campo do Flamengo com maestria, deu belos passes e quase foi premiado com um golaço.

9. Adonis Preciado (Barcelona-EQU)

adonis preciado barcelona-equ
Preciado criou problemas à defesa rubro-negra / SILVIA IZQUIERDO/Getty Images

O Barcelona pode até ter perdido no Maracanã, mas foi corajoso e mostrou virtudes, criando boas oportunidades de gol durante o duelo. Preciado foi o jogador que mais incomodou a defesa rubro-negra, acertando bons dribles e jogadas individuais. Merece o destaque aqui.

10. Bruno Henrique (Flamengo)

Bruno Henrique
Bruno Henrique foi o cara da partida no Maracanã / Pool/Getty Images

Com dois gols anotados e uma atuação infernal no Maracanã, Bruno Henrique foi a grande estrela da rodada, sem nenhuma dúvida. Quando o camisa 27 está inspirado, defesas rivais costumam sofrer.

11. Gabriel Barbosa (Flamengo)

Gabriel Barbosa
Gabi teve noite de garçom no Maracanã / Buda Mendes/Getty Images

Principal artilheiro da Conmebol Libertadores com 10 gols, Gabi não esteve tão calibrado nas finalizações mas, ainda assim, foi muito importante para mais uma vitória do Rubro-Negro. É um lutador e gera muito volume de jogo para sua equipe. Deu uma das assistências para Bruno Henrique balançar as redes.

facebooktwitterreddit