O "XI ideal" da seleção da Argentina no século XXI

Fabio Utz
facebooktwitterreddit

Como seriam as grandes seleções do mundo se pudéssemos reunir, nelas, seus grandes craques de diferentes gerações? Para nós que amamos futebol, projetar equipes que rasgam as fronteiras do tempo, com jogadores de épocas distintas, é um exercício maravilhoso de 'faz de conta'. E o futebol nos permite isso, pois também é sonho e imaginação! Pensando nisso, demos início a mais uma série especial de artigos: o time ideal de cada seleção neste século XXI.

Bicampeã do mundo, a Argentina é uma das grandes potências do futebol. Muito embora esteja afastada da conquista de títulos de relevância desde a década de 1990, revelou grandes jogadores que, juntos, formam um verdadeiro arsenal! Vamos ao time dos hermanos?


Sergio Romero

ANP Sport/Getty Images

Estreou pela seleção argentina em 2009 e foi titular nas duas Copas seguintes - em 2014, no Brasil, foi um dos grandes destaques do time. Atualmente, é reserva no Manchester United.


Javier Zanetti

Um monstro da lateral direita. Ícone da Inter de Milão, levou o time italiano à conquista de cinco campeonatos nacionais seguidos, sem contar a Champions League e o Mundial de Clubes, em 2010. Atuou na Copa de 2002, e a sua ausências nos dois Mundiais seguintes foi bastante criticada.


Roberto Ayala

Clive Mason/Getty Images

Zagueiro com história no Valencia (time espanhol onde ganhou dois títulos nacionais - 2001/2002 e 2003/2004 -, uma Copa da Uefa - 2003/2004 - e uma Supercopa da Uefa - 2004), atuou nas Copas de 2002 e 2006 com a seleção da argentina, sem contar que garantiu a medalha de ouro olímpica em 2004.


Nicolás Otamendi

Ver essa foto no Instagram

Oh yeah #carabaocup ??

Uma publicação compartilhada por Twitter Oficial: @Notamendi30 (@nicolasotamendi30) em

O zagueiro defendeu a Argentina nos Mundiais de 2010 e 2018. Além disso, fez carreira no Porto, onde ganhou a Liga Europa 2010/2011, e no Manchester City, seu atual clube, pelo qual já conquistou oito títulos, sendo duas Premier League.


Juan Pablo Sorín

Ver essa foto no Instagram

#diainternacionaldelbeso ❤️??

Uma publicação compartilhada por Juan Pablo Sorin (@jpsorin6) em

Capitão da Argentina na Copa do Mundo de 2006, o lateral-esquerdo fez história no River Plate, no Cruzeiro, no Paris Saint-Germain, no Barcelona. É um os grandes jogadores argentinos do século XXI sem sombra de dúvida.


Javier Mascherano

Ver essa foto no Instagram

Con el mejor de todos!!!! @pepteam #tbt

Uma publicação compartilhada por Javier Mascherano (@mascherano14) em

Tetracampeão espanhol, bicampeão da Europa, bicampeão mundial. Esta é apenas uma parte do currículo do volante com a camisa do Barcelona, sem contar que também foi destaque no River Plate e no Corinthians. Pela seleção de seu país, participou das últimas quatro Copas do Mundo, tendo sido vice-campeão em 2014,


Esteban Cambiasso

Ver essa foto no Instagram

TRE...???⚫️?#final #ucl #triplete #emozioni #cuchu #cambiasso @inter

Uma publicação compartilhada por Esteban Cambiasso (@cuchucambiasso) em

Volante dos mais completos, tem quase 450 jogos com a camisa da Inter de Milão. Foi outro a ser pentacampeão italiano (entre 2006 e 2010) e erguer os títulos da Champions League e do Mundial de Clubes. Antes, no Real Madrid, também já havia empilhado troféus. Representou o país na Copa do Mundo de 2006.


Juan Román Riquelme

Um craque com a bola no pé. Tricampeão da América com o Boca Juniors (2000, 2001 e 2007), foi outro a vestir a camisa do Barcelona. Na Espanha, também levou o pequeno Villarreal à semifinal da Champions League 2005/2006. Disputou a Copa do Mundo de 2006 e foi campeão olímpico em 2008.


Lionel Messi

É o astro maior desse time. Seis vezes eleito o melhor jogador do planeta, está no rol dos mitos do futebol. Com carreira toda construída no Barcelona, La Pulga tem nada menos que quatro Champions League (2005/2006, 2008/2009, 2010/2011 e 2014/2015) no currículo e três títulos mundiais. É outro que esteve nas últimas quatro Copas do Mundo.


Ángel Di María

Ver essa foto no Instagram

?

Uma publicação compartilhada por Ángel Di María (@angeldimariajm) em

O meia-atacante começou no Rosario Central e, depois, construiu carreira na Europa, passando por Benfica, Real Madrid e Manchester United até chegar ao Paris Saint-Germain. Multicampeão, ganhou a Champions League na temporada 2013/2014 pelos merengues. Na seleção, detém a medalha de ouro olímpica de 2008 e esteve nos três últimos Mundiais.


Gabriel Batistuta

Goleador, o centroavante construiu boa parte da carreira com a camisa da Fiorentina, na Itália. No entanto, foi com a Roma, na temporada 2000/2001, que conseguiu o scudetto. Com a camisa da seleção argentina, foi destaque principalmente na década de 1990.

facebooktwitterreddit