Futebol Internacional

O XI ideal combinado entre Espanha e França, rivais na decisão da UEFA Nations League

Nathália Almeida
Rivais em LaLiga, Benzema e Busquets voltam a se enfrentar
Rivais em LaLiga, Benzema e Busquets voltam a se enfrentar / Angel Martinez/GettyImages
facebooktwitterreddit

No próximo domingo (10), Espanha e França decidem a segunda edição da UEFA Nations League, competição de seleções inaugurada em 2018.

Vivendo momentos opostos em suas respectivas gloriosas histórias - La Roja experimenta um período de entressafra, ao passo que os Bleus contam com sua melhor geração em anos -, as duas rivais prometem uma final de altíssimo nível, afinal de contas, derrubaram adversários poderosos nas semifinais a partir de grandes exibições.

No aquecimento para esta grande final, elencamos o nosso XI ideal combinado entre Espanha e França, levando em conta apenas os jogadores que aparecem como titulares nas prévias do duelo:


1. Hugo Lloris (França)

Hugo Lloris
Lloris é um dos veteranos desta equipe francesa / Jonathan Moscrop/GettyImages

O experiente Hugo Lloris é mais completo e passa mais confiança que Unai Simón, goleiro jovem que ainda tem muito a evoluir.

2. César Azpilicueta (Espanha)

Cesar Azpilicueta
Azpilicueta está em grande momento / CPS Images/GettyImages

Excelente defensivamente e capaz de fazer múltiplas funções na última linha, Azpilicueta vem de uma grande temporada pelo Chelsea e é um dos pilares da Fúria. Superior ao irregular Pavard.

3. Raphaël Varane (França)

Raphael Varane
Varane ainda não engrenou na temporada, mas é um grande zagueiro / John Berry/GettyImages

Na boa disputa entre Varane e Laporte, melhor para o zagueiro do Manchester United, um dos mais completos de sua posição no futebol mundial hoje.

4. Pau Torres (Espanha)

Pau Torres
Pau Torres está na mira de gigantes da Europa / Soccrates Images/GettyImages

Jules Koundé é um dos zagueiros mais promissores do mundo hoje, mas Pau Torres foi um dos destaques do Villarreal campeão da Liga Europa e segue atuando em altíssimo nível. Ligeira vantagem ao espanhol.

5. Théo Hernández (França)

Theo hernandez frança
Theo Hernández é espetacular no apoio / FRANCK FIFE/GettyImages

Independente de quem saia jogando pela Espanha - há uma dúvida entre Marcos Alonso e Reguilón -, o lateral-esquerdo do Milan desponta como escolha natural por sua qualidade ofensiva. Apoia muito bem.

6. Sergio Busquets (Espanha)

Sergio Busquets
Busquets voltou a jogar bem / Marco Canoniero/GettyImages

Depois de sofrer muitos questionamentos em 2019/20, Sergio Busquets voltou ao seu melhor nível pelo Barcelona na temporada passada. Na Fúria, é um dos homens de confiança de Luis Enrique e faz grande torneio.

7. Koke (Espanha)

Jorge Koke
Koke tem muita visão de jogo / Marco Canoniero/GettyImages

Extremamente regular e confiável, o meia do Atlético de Madrid merece uma vaga neste XI ideal também por sua inteligência, visão de jogo e resiliência. Pode ser considerado o "cérebro" desta nova Espanha.

8. Paul Pogba (França)

Paul Pogba
Pogba é classe mundial entre meio-campistas / Marco Canoniero/GettyImages

Falando em jogador cerebral, escolher Paul Pogba para fechar esta forte trinca de meio-campistas é o natural. Faz um brilhante início de temporada nas assistências, sendo um daqueles raros jogadores capazes de quebrar linhas adversárias com apenas um passe ou um drible de corpo.

9. Karim Benzema (França)

Karim Benzema
Benzema faz um início de temporada espetacular / John Berry/GettyImages

Como "camisa 9" desta equipe, Karim Benzema leva ampla vantagem contra qualquer atacante da Espanha hoje. Voando com a camisa do Real Madrid e voltando a fazer diferença pela França, é candidato a herói nesta final.

10. Kylian Mbappé (França)

Kylian Mbappe
Mbappé é um dos melhores do mundo hoje / Marco Canoniero/GettyImages

Jogador mais valioso do mundo hoje, Kylian Mbappé apareceria em 99% dos combinados entre seleções ou clubes hoje. É um atacante completo que parece se tornar cada vez mais letal, ano após ano.

11. Ferrán Torres (Espanha)

Ferran Torres
Ferrán está em grande fase / Marco Canoniero/GettyImages

Trata-se de uma escolha que vai gerar polêmica, já que Antoine Griezmann tem um currículo infinitamente superior ao garoto espanhol. No entanto, o momento é todo de Ferrán Torres, artilheiro da Nations com 6 gols e principal goleador da Fúria no ano.

facebooktwitterreddit