Copa Libertadores

O XI ideal combinado da semifinal da Libertadores 2022

Antonio Mota
Com Pedro e domínio rubro-negro, veja o XI ideal combinado das semis da Libertadores.
Com Pedro e domínio rubro-negro, veja o XI ideal combinado das semis da Libertadores. / JUAN MABROMATA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Agora é pela Glória Eterna! A Conmebol Libertadores de 2022 conheceu nesta semana os seus grandes finalistas. Na terça-feira, 6, o Athletico-PR despachou o poderoso Palmeiras e garantiu vaga na decisão da copa pela primeira vez em 17 anos. No dia seguinte, na quarta-feira (7), o Flamengo exerceu favoritismo, venceu o Vélez Sarsfield mais uma vez (6 a 1 no agregado) e confirmou presença pela terceira vez em quatro anos na grande final da principal competição da América do Sul.

Agora, sem mais delongas, confira a seleção ideal da semifinal da Libertadores.

1. Bento – Athletico-PR

Bento, goleiro do Athletico-PR.
Bento já se firmou na meta do Athletico. / MIGUEL SCHINCARIOL/GettyImages

Bento foi muito exigido nos jogos do Athletico contra o Palmeiras e não decepcionou. Ao contrário. O goleiro foi muito seguro, realizou grandes defesas e ajudou o Furacão. Tomou dois gols, mas não teve culpa.

2. Rodinei – Flamengo

Rodinei, lateral-direito do Flamengo.
Rodinei vive grande fase no Flamengo. / Wagner Meier/GettyImages

É Seleção? Rodinei vive o seu melhor momento com a camisa do Flamengo. Nesta fase da Libertadores, o lateral-direito foi muito bem na parte ofensiva, correu muito e novamente foi o “motorzinho” da equipe. Ainda precisa melhorar na defesa, mas foi bem.

3. Pedro Henrique – Athletico-PR

Pedro Henrique, zagueiro do Athletico.
Pedro Henrique é peça-chave na defesa do Athletico. / Pool/GettyImages

Pedro Henrique é uma das lideranças do Athletico e isso não é por obra do acaso. O zagueiro tem acumulado atuações seguras e mostrado muita segurança e solidez na defesa da equipe. Contra o Verdão, realizou muitos cortes e interceptações e destruiu muitas jogadas.

4. Léo Pereira – Flamengo

Léo Pereira, zagueiro do Flamengo.
Léo Pereira cresceu muito de produção no Flamengo. / Pool/GettyImages

Léo Pereira foi um monstro no primeiro jogo desta etapa da Libertadores. O zagueiro do Flamengo não deu folga aos oponentes do Vélez e “sobrou” na Argentina. Pagou suspensão no duelo de volta, mas fica com essa vaga por ter tido uma performance de excelência na metade inicial do confronto.

5. Abner – Athletico-PR

Abner, lateral-esquerdo do Athletico.
Abner é um dos grandes ativos do Athletico-PR na atualidade. / ALBARI ROSA/GettyImages

Os laterais-esquerdos Abner, do Athletico, e Filipe Luís, do Flamengo, foram bem nas semis da Libertadores, mas o jovem do Furacão fica com essa vaga. O camisa 16 teve uma grande atuação na Arena da Baixada e conseguiu segurar o talentoso Dudu, do Palmeiras. Foi importante, sobretudo na parte defensiva.

6. João Gomes – Flamengo

João Gomes, volante do Flamengo.
João Gomes é um dos titulares absolutos do Flamengo na temporada. / Buda Mendes/GettyImages

João Gomes hoje é um dos “intocáveis” do Flamengo. Contra o Vélez Sarsfield, o volante teve duas grandes atuações e foi absoluto na marcação. Não deu espaço aos adversários e ainda se aventurou no ataque em algumas oportunidades. É um jovem de muito potencial.

7. Alex Santana – Athletico-PR

Alex Santana, meia do Athletico-PR.
Alex Santana foi o herói do Athletico na Baixada. / Heuler Andrey/GettyImages

Substituto de Terans nos primeiros 90 minutos da batalha contra o Palmeiras, Alex Teixeira correspondeu e foi o herói do Athletico. O meia marcou o único gol da partida na Baixada e participou muito de todo o jogo. Não teve o mesmo rendimento na partida de volta, mas foi importante na ‘conta total’ e merece uma vaga neste XI ideal.  

Vale mencionar o próprio Terans aqui também. O uruguaio marcou o gol da classificação do Athletico. Decisivo!

8. Zé Rafael – Palmeiras

Ze Rafael, meia do Palmeiras.
Zé Rafael foi um dos destaques do Palmeiras nesta fase da Libertadores. / Ricardo Moreira/GettyImages

Zé Rafael não conseguiu colocar o Palmeiras em mais uma final de Libertadores, mas foi muito bem nesta semifinal da copa, sobretudo no jogo do Allianz Parque. O meio-campista colaborou tanto na defesa quanto no ataque e teve uma atuação muito boa.

9. Gabigol – Flamengo

Gabriel Barbosa, atacante do Flamengo.
Gabigol deu duas assistências na Argentina. / SOPA Images/GettyImages

Gabigol atuou apenas 90 minutos nas semis da Libertadores, mas, ainda assim, fez a diferença para o Flamengo. Na primeira mão contra o Vélez, o camisa 9 do Mais Querido conectou o ataque rubro-negro aos demais setores da equipe e ainda deu duas assistências. Foi bem na Argentina – e fez muita falta no segundo jogo, no Maracanã.

10. Pablo – Athletico-PR

Pablo, atacante do Athletico.
Pablo mostrou estrela na decisão do Athletico. / Ricardo Moreira/GettyImages

Reserva na Arena da Baixada e no Allianz Parque, Pablo foi acionado por Felipão e conseguiu mudar a vida do Athletico. O atacante não brilhou em Curitiba, mas foi decisivo em São Paulo: foi às redes pouco tempo após substituir Erick e depois ainda deu passe para o gol de Terans. Mostrou estrela!

11. Pedro – Flamengo

Pedro, atacante do Flamengo.
Pedro foi o grande protagonista das semis da Libertadores de 2022. / CARL DE SOUZA/GettyImages

Pedro foi o grande protagonista da semifinal da Conmebol Libertadores de 2022. Referência no ataque do Flamengo, o atacante anotou hat-trick (três gols) em Buenos Aires, na Argentina, e marcou gol e deu assistência no Rio de Janeiro. Ou seja, participou de cinco de seis tentos do Fla contra o Vélez Sarsfield. Será lembrado por muito tempo pelos hermanos.

facebooktwitterreddit