Copa Libertadores

O retrospecto do Athletico-PR contra brasileiros no mata-mata da Conmebol Libertadores

Antonio Mota
Problema para Felipão? Athletico não tem grande aproveitamento contra adversários do Brasil na Libertadores. Confira.
Problema para Felipão? Athletico não tem grande aproveitamento contra adversários do Brasil na Libertadores. Confira. / Marcelo Endelli/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Athletico-PR é um dos clubes do Brasil que mais cresceram neste século. Nas últimas décadas, o Furacão se estruturou e se desenvolveu dentro e fora das quatro linhas e passou a marcar presença cada vez mais nas principais competições da América do Sul. Aliás, a equipe estreou na Conmebol Libertadores ‘há pouco tempo’, em 2000 – 40 anos após a primeira edição da copa, que teve o seu início em 1960.

De 2000 para cá, o Rubro-Negro conseguiu disputar oito vezes a Libertadores – incluindo a atual. Até aqui, o clube teve a sua melhor campanha em meados da primeira década do século, em 2005, quando foi vice-campeão continental – perdeu o título para o São Paulo – e participou seis vezes ao mata-mata. Nesta etapa, aliás, o Athletico já se deparou com grandes forças da América, incluindo o Boca Juniors e o River Plate e potências do próprio Brasil.

Em sua primeira participação na Libertadores, em 2000, o Furacão foi bem e chegou ao mata-mata, mas não conseguiu ir longe: caiu nas oitavas de final, para o Atlético-MG. A equipe vermelha e preta foi eliminada nos pênaltis após empate em 2 a 2 no agregado – derrota por 1 a 0, no Mineirão, e vitória por 2 a 1, na Baixada. Ali, apesar da eliminação, o Athletico deu início a sua busca pela Glória Eterna.

Nos anos seguintes, o Rubro-Negro se deparou com outros oponentes do Brasil e acumulou o seguinte retrospecto: três vitórias, quatro derrotas e um empate em oito jogos – incluindo os com o Galo. Veja abaixo o retrospecto do Athletico contra brasileiros no mata-mata da Libertadores.

O retrospecto do Athletico em confrontos brasileiros no mata-mata da Libertadores

  • Libertadores de 2000: caiu para o Atlético-MG nas oitavas de final
    Atlético-MG 1 x 0 Athletico-PR
    Athletico-PR 2 x 1 Atlético-MG – caiu nos pênaltis
  • Libertadores de 2005: eliminou o Santos e perdeu a final para o São Paulo
    Athletico-PR 3 x 2 Santos
    Santos 0 x 2 Athletico-PR – eliminou o Peixe nas oitavas de final
    Athletico-PR 1 x 1 São Paulo
    São Paulo 4 x 0 Athletico-PR – perdeu a final
  • Libertadores de 2017: reencontrou o Santos e foi eliminado nas oitavas de final
    Athletico-PR 2 x 3 Santos
    Santos 1 x 0 Athletico-PR – caiu nas oitavas

O Athletico-PR vai encarar mais um rival “caseiro” no mata-mata da Libertadores. Nesta terça-feira, 30, o Rubro-Negro vai medir forças com o Palmeiras na Arena da Baixada, em Curitiba, às 21h30 (de Brasília), pelas semifinais da Libertadores de 2022.

Outras participações

Em suas outras participações, o Athletico-PR caiu duas vezes na fase de grupos (2002 e 2014) e duas vezes nas oitavas de final para times da Argentina – o Boca Juniors, em 2019, e o River Plate, em 2020.

facebooktwitterreddit