Champions League

O que você precisa saber sobre o Maccabi Haifa, adversário do PSG na Champions League

Lucas Humberto
Maccabi Haifa participa da fase de grupos da Champions League pela terceira vez em sua história
Maccabi Haifa participa da fase de grupos da Champions League pela terceira vez em sua história / Srdjan Stevanovic/GettyImages
facebooktwitterreddit

A Champions League costuma nos brindar com histórias grandiosas em disparidade. Na tarde desta quarta-feira (14), o Maccabi Haifa, um dos maiores clubes de Israel, recebe o Paris Saint-Germain, gigante em sua popularidade que ultrapassa oceanos, dita tendências e nunca sai do centro das atenções dos noticiários esportivos. Muito pelo contrário, aliás...

Para entender de verdade a diferença entre os adversários da segunda rodada do torneio europeu, basta olhar com atenção para aquilo que move o mundo: dinheiro. De acordo com dados do Transfermarkt, o valor de mercado do time da capital francesa é 890,05 milhões de euros. A equipe israelense está cotada em 20,25 milhões da mesma moeda, quase 44 vezes menos que o oponente.

Nikita Rukavytsya, atacante do Maccabi Haifa
Israelenses perderam para o Benfica na primeira rodada da Champions / SOPA Images/GettyImages

Altos e baixos, rivalidade e torcida: uma história de consolidação

Se em termos econômicos a disparidade de israelenses e franceses é gigantesca, em termos de influência local certamente não tanto. Fundado em 1913, o Maccabi Haifa venceu 14 edições da Ligat ha'Al, a primeira divisão do país. Dois dos troféus mais recentes vieram em sequência: 2020/21 e 2021/22.

Mas, antes da glória, vieram as provações. Entre questões geográficas e a dificuldade natural de se estabelecer, o clube da cidade de Haifa só conseguiu deslanchar mesmo na década de 1980, quando aconteceram algumas das inéditas e mais expressivas conquistas. Foram três taças do Campeonato Israelense: 1983/84, 1984/85 e 1988/89.

Coroando anos de caminhada rumo à consolidação, a equipe dizimou o Maccabi Tel Aviv por 10 a 0, em 1988. A partida está entre os eventos mais célebres da história do futebol israelense. A rivalidade iniciada na ocasião se estende até os dias atuais. Títulos, embates diretos pelo protagonismo local, prestígio... o Maccabi Haifa definitivamente estava no mapa.

Em 1992, o time foi adquirido pelo empresário Ya'akov Shahar. Começava ali, uma próspera e estável época em termos financeiros. Não por acaso os troféus passaram a chegar de maneira tão natural. Taças, uma invencibilidade histórica que durou uma temporada, elenco de qualidade... nada parecia poder abalar o plantel. Com exceção, claro, do tempo.

A geração de Berkovic, Atar, Mizrahi e Kandaurov foi gradualmente se encerrando, dando início a um complicado período de sucessivas trocas de técnicos e escassez de glórias. Ainda assim, entre trancos e barrancos, o Maccabi Haifa derrotou o PSG, em 1998, e o SV Ried para chegar às quartas de final da extinta Taça dos Clubes Vencedores de Taças.

Maccabi Haifa e PSG se enfrentam pela segunda rodada da Champions
Maccabi Haifa derrotou o PSG em 1998 / PATRICK KOVARIK/GettyImages

Prazer, Maccabi Haifa

A chegada do técnico Avram Grant, em 2000, devolveu aos torcedores o brilho nos olhos. Foi sob comando do treinador que o Maccabi Haifa fez história ao tornar-se o primeiro clube israelense a se classificar à fase de grupos da Champions League, em 2002. À época, a equipe conquistou sete pontos ao longo da campanha, conseguiu a honrosa terceira colocação e disputou a Taça UEFA.

Avram Grant, ex-técnico do Maccabi Haifa
Avram Grant devolveu ao Maccabi Haifa os melhores dias / Sebastian Frej/MB Media/GettyImages

A célebre marca continental veio novamente sete anos depois. Em 2009/10, os israelenses tiveram a Liga dos Campeões entre seus compromissos. Mas, para azar da torcida, desta vez não houve prestígio. Foram seis derrotas, oito gols sofridos e nenhum anotado. Há esperança de dias melhores na atual edição da competição europeia.

A mais recente classificação continental, vale ressaltar, colocou o Maccabi Haifa novamente nos livros de história da modalidade. Nenhum time do país - nem mesmo o Maccabi Tel Aviv, o maior vencedor local - possui tantas participações na etapa de grupos da Champions. São três até agora. E contando...

Em 2021, o clube encerrou um jejum de uma década ao vencer a elite local. Na atual edição, os comandados do técnico Bakhar ocupam a liderança. Poderíamos encerrar agora listando os artilheiros. Mas isso você verá em qualquer outro lugar. Terminaremos, então, citando o maior dos responsáveis pelo momento do Maccabi Haifa: a torcida. Nas arquibancadas, não existe disparidade.


Maccabi Haifa e PSG se enfrentam nesta quarta-feira (24) a partir das 16h (de Brasília), no Estádio Sammy Ofer, em Haifa. A partida é válida pela segunda rodada da fase de grupos da Champions League 2022/23. Aqui você confere todos os detalhes e informações acerca deste confronto.

facebooktwitterreddit