Seleção Brasileira

O que pensar do Brasil sem Marquinhos, suspenso, contra a Argentina de Messi?

Antonio Mota
Zagueiro, suspenso, não entra em campo no domingo
Zagueiro, suspenso, não entra em campo no domingo / Buda Mendes/Getty Images
facebooktwitterreddit

Problemão para Tite. Marquinhos recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Chile nas eliminatórias da Copa do Mundo e, por isso, não vai poder ir a campo contra a Argentina, na Neo Química Arena, em jogo válido pela 6ª rodada da corrida para o Qatar. Suspenso, o camisa 4 se tornou mais um grande desfalque para a Seleção Brasileira. E justamente contra a Albiceleste de Lionel Messi.



Sem Marquinhos – e Thiago Silva, que não foi liberado pelo Chelsea para esta Data Fifa –, o Brasil tem apenas três opções para formar a dupla de zaga contra a Celeste no momento: Éder Militão, Miranda e Lucas Veríssimo. A tendência é que o país vá a campo com Militão e outro defensor na reedição da final da última Copa América. Vale notar que Tite pode convocar mais um zagueiro antes do clássico.

Marquinhos, Fred, Lucas Paqueta Brasil Argentina Messi
Sem Marquinhos, Brasil tem desafio ainda maior contra a Argentina / Wagner Meier/Getty Images

Grande pilar defensivo da seleção brasileira e do Paris Saint-Germain, Marquinhos é um dos homens de confiança de Tite e vai fazer muita falta diante da Argentina, em especial pela também sentida ausência de Thiago Silva. Agora, sem os seus zagueiros titulares, o Brasil vai ter ainda mais problemas para parar Messi, Di María, Lautaro Martínez e companhia. Uma questão a ser resolvida com jogo coletivo.

Sem Marquinhos e Thiago Silva, que também encontrariam dificuldades no maior clássico da América do Sul, fora de combate, o Brasil vai precisar ir além e não pensar apenas em trocar um zagueiro por outro, mas sim em como vai armar o seu jogo para esse reencontro com a Argentina. O nível apresentado contra o Chile não vai ser suficiente para superar a Albiceleste. E essa deve ser a principal preocupação do treinador. O Brasil perde muito sem Marquinhos, mas, se bem encaixado e focado, é capaz de fazer uma partida de excelência e “se vingar” da Argentina. Tite precisa, e vai, pensar no conjunto da obra para o duelo de domingo.

facebooktwitterreddit