São Paulo

O que falta para Pablo deixar de ser, definitivamente, jogador do São Paulo

Fabio Utz
Centroavante propôs acordado para rescindir o contrato
Centroavante propôs acordado para rescindir o contrato / ANDRE PENNER/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Ceará tentou e não levou. O Santos, idem. Pablo quer mesmo defender o Athletico-PR, e sua relação com o São Paulo cada vez mais se aproxima do fim - em definitivo. Para isso, no entanto, uma grande pendência precisa ser resolvida.

O centroavante ofereceu um acordo à diretoria do clube paulista no qual abre mão dos últimos dois anos de contrato que tem no Morumbi - ou seja, ele deixaria de receber algo em torno de R$ 15 milhões em salários. Para isso, o Tricolor tem que pagar o que deve referente às temporadas de 2020 e 2021.

Os atrasados são, basicamente, direitos de imagem e também pendências do trato feito com o grupo de atletas no início da pandemia, através do qual os salários foram cortados pela metade com a promessa de quitar a diferença no futuro. A totalidade deste montante, porém, é mantida em sigilo. É fato que o São Paulo não conta com Pablo para 2022, e pelo jeito nem ele deseja seguir na atual casa. Qual será o desfecho desta novela?

Para mais notícias do São Paulo, clique aqui.

facebooktwitterreddit