O que esperar de Brasil e Croácia, classificados para as quartas de final da Copa do Mundo

Matheus Nunes
A Seleção Brasileira goleou a Coreia do Sul nesta segunda-feira (5)
A Seleção Brasileira goleou a Coreia do Sul nesta segunda-feira (5) / Soccrates Images/GettyImages
facebooktwitterreddit

Nesta segunda-feira (5), conhecemos mais duas seleções classificadas para as quartas de final da Copa do Mundo. A Croácia teve dificuldades contra o Japão e só avançou nos pênaltis, após empatar no tempo normal em 1 a 1. Já o Brasil mostrou porque é considerado um dos favoritos ao título e aplicou uma goleada sobre a Coreia do Sul: 4 a 1. As equipes se enfrentam na próxima sexta-feira (9), às 12h (de Brasília).

Os croatas ainda não conseguiram repetir o bom futebol de 2018, quando terminaram o Mundial em segundo lugar. A equipe comandada por Zlatko Dalić soma apenas cinco gols na Copa e tem o pior ataque entre as seleções que já garantiram vaga para a próxima fase.

O artilheiro do time até aqui é Kramaric, com dois gols marcados. Porém, o desafogo da equipe é no meio de campo, com Luka Modric. O camisa 10 é o responsável por ditar o ritmo da seleção e criar as jogadas de perigo. Além dele, o ataque conta com Perisic, responsável pelo gol que levou a partida contra o Japão para os pênaltis.

Já a Seleção Brasileira chega nas quartas como favorita à avançar de fase. Apesar de somar uma derrota, contra Camarões na última rodada da fase de grupos, a Canarinho é responsável pela maior goleada até aqui nas oitavas de final e conta com um elenco recheado de craques.

A partida contra a Coreia do Sul nesta segunda provou que é difícil segurar o ataque do Brasil. Com Neymar de volta após se recuperar de lesão, a equipe mostrou bastante intensidade e fez sua melhor partida até aqui no Mundial do Catar. Na próxima fase, Tite poderá contar com o retorno do lateral-esquerdo Alex Sandro, fortalecendo ainda mais o time.

Richarlison, com três gols, é o artilheiro da Seleção Brasileira no campeonato. Vinicius Junior e Raphinha são os responsáveis pelas jogadas de velocidade e Casemiro, no meio-campo, vem sendo o cão de guarda na Amarelinha. Com um time bastante encaixado, a tendência é que o Brasil esteja presente nas semifinais.

facebooktwitterreddit