O que a Alemanha pensa sobre a volta da Bundesliga? Fomos descobrir com eles

Borussia Dortmund v Bayern Munchen - German Bundesliga
Borussia Dortmund v Bayern Munchen - German Bundesliga | Soccrates Images/Getty Images

Na última quarta-feira (6), os fãs de futebol foram presenteados com uma boa notícia: o retorno da Bundesliga. Modelo na prevenção e no combate à pandemia dentro de suas fronteiras, a Alemanha vai retomando a normalidade, obviamente de forma cautelosa e gradual. Principal esporte do país e 'recorte social' extremamente valioso, o futebol esteve sob longo debate junto às autoridades locais, que julgaram ser pertinente sua retomada, desde que respeitando protocolos de segurança e higiene muito específicos e restritivos.

Bei Grossveranstaltung mit Mundschutz, Coronavirus, COVID-19, Menschenmenge, keine Angst
TSG 1899 Hoffenheim v FC Bayern Muenchen - Bundesliga | TF-Images/Getty Images

A notícia gerou euforia em torcedores do mundo todo, ansiosos por voltar a ver a bola rolando após mais de um mês de meio de 'abstinência'. Mas como será que o povo alemão reagiu à decisão? Para responder essa pergunta, nós conversamos com Jan Kupitz, editor do 90min alemão, e ele nos passou o panorama de momento no país e a impressão popular sobre o tema.

"Os torcedores estão divididos! Uma parte adorou, pois é um passo mais próximo da normalidade. Os fins de semana não serão mais tão chatos. Por outro lado, há também uma parte de fãs que discordam absolutamente do retorno. Eles estão fumegando. Na Alemanha, ainda precisamos manter o distanciamento social, usar máscaras e assim por diante. As escolas estão abrindo apenas lentamente. Na opinião deles, é totalmente errado que a Bundesliga tenha preferência. Este é o cenário entre o povo alemão: 50/50", contou.

Borussia Dortmund v Paris Saint-Germain - UEFA Champions League Round of 16: First Leg
Borussia Dortmund v Paris Saint-Germain - UEFA Champions League Round of 16: First Leg | Sylvain Lefevre/Getty Images

Em seguida, Jan explicou a principal motivação das autoridades e entidades futebolísticas pelo surpreendente retorno do futebol no país: "Os motivos para o retorno são claros: sem os jogos, muitos clubes da primeira e da segunda divisões iriam à falência. Eles realmente precisam do dinheiro da TV, sem o dinheiro, não sobreviveriam para além do verão. O exemplo mais proeminente é o Schalke 04: eles têm muitos problemas financeiros", afirmou.

Para que o governo alemão acatasse a proposta dos clubes pela volta das competições, uma espécie de 'força-tarefa' de medidas de segurança e higiene foi elaborada, com determinações bastante específicas para evitar que o futebol se torne uma 'nova via' de propagação do coronavírus no país. Jan detalhou alguns destes protocolos que serão rotineiros na Bundesliga:

"Foram criadas diretrizes muito rígidas para possibilitar que o governo concordasse em permitir a volta da Bundesliga. Por exemplo, agora as delegações precisam se mudar para um hotel antes do início e ficar lá até a próxima semana - como se fosse uma quarentena de equipe. Todos - exceto os jogadores -, precisam usar máscaras durante as partidas, até os treinadores. É proibido fazer apertos de mão e assim por diante. E todos os membros do clube serão testados regularmente", concluiu.

FBL-GER-BUNDESLIGA-SCHALKE-TRAINING-HEALTH-VIRUS
FBL-GER-BUNDESLIGA-SCHALKE-TRAINING-HEALTH-VIRUS | INA FASSBENDER/Getty Images

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.