Cruzeiro

O pós-eliminação: Cruzeiro anuncia Mozart, e Felipe Conceição fala em obstáculos para trabalho

Fabio Utz
Raposa vê Felipe Conceição desabafar e Fábio ser sincero
Raposa vê Felipe Conceição desabafar e Fábio ser sincero / DOUGLAS MAGNO/Getty Images
facebooktwitterreddit

O dia pós-queda do Cruzeiro na Copa do Brasil foi bastante movimentado. E o 90min faz um resumo com o que de mais importante aconteceu pelos lados da Raposa.

1. Desabafo de Felipe Conceição

O agora ex-técnico do Cruzeiro falou de "influência" e obstáculos no seu trabalho para justificar a falta de resultados. "Não tenho dúvida que esse trabalho, com autonomia, traria um grande benefício ao clube a longo prazo. Desde o início respeitamos o momento financeiro delicado do clube, procurando montar um grupo compatível com o orçamento. Ao mesmo tempo permitindo que jovens tivessem espaço para o seu desenvolvimento no profissional. Nos surpreendeu, porém, o tamanho da influência e obstáculos que nos trariam outras partes do clube nesse processo de reconstrução. Sem autonomia para colocar em prática uma reformulação ainda mais profunda, nosso trabalho não teve uma base para se desenvolver como gostaríamos", escreveu ele, nas redes sociais.

2. Sinceridade de Fábio

Fábio Cruzeiro Desabafo Eliminação Copa do Brasil Goleiro
Goleiro é a principal liderança do plantel / Miguel Schincariol/Getty Images

Principal liderança do elenco do Cruzeiro, o goleiro Fábio foi questionado, na volta a Belo Horizonte depois da queda na Copa do Brasil diante do Juazeirense, sobre o quanto os R$ 2,7 milhões que seriam repassados ao clube em caso de avanço farão falta. "Quem administra o time que tem que correr atrás, a gente tem que fazer o máximo para subir", disse ele, se referindo ao fato de que a Série B continua sendo a prioridade absoluta da Raposa.

3. Mozart em Belo Horizonte

Nome tratado como prioridade pela diretoria do Cruzeiro para ser o novo técnico do clube, Mozart desembarcou na tarde desta quinta-feira na capital mineira e já foi anunciado oficialmente. A tendência é de que ele já comande a equipe sábado, diante do Goiás, pela Série B. O time é lanterna do torneio, tendo acumulado duas derrotas nas rodadas iniciais.

facebooktwitterreddit