Futebol brasileiro

O panorama geral da volta do público aos estádios em praças com clubes na Série A

Fabio Utz
Torcida do Flamengo foi ao Maracanã em jogo da Libertadores
Torcida do Flamengo foi ao Maracanã em jogo da Libertadores / Pool/Getty Images
facebooktwitterreddit

A volta do público aos estádios de futebol no Brasil parece ser uma realidade sem volta. É hora, portanto, de fazer uma atualização de como está a situação em todas as praças que possuem clubes jogando a Série A.

1. Região Sul

Volta Público Série A Campeonato Brasileiro Liberação
Arena do Grêmio é um dos palcos do Brasileirão / Lucas Uebel/Getty Images

Rio Grande do Sul - desde o dia 4 de setembro os estádios já podem receber público máximo de 2.500 pessoas. Cada setor tem até 40% de sua capacidade liberada.

Santa Catarina - a volta do público está liberada desde 13 de setembro com ocupação máxima de 30% das arenas.

Paraná - os estádios de Curitiba, desde 18 de agosto, receberam a liberação para permitir a entrada de até 5 mil pessoas ou 20% de sua capacidade.

2. Região Centro-Oeste

Mato Grosso - ainda no mês de julho o governo estadual sancionou lei liberando 35% da capacidade dos estádios.

Goiás - a prefeitura de Goiânia, em um primeiro momento, liberou o máximo de 1.500 torcedores ou 30% da capacidade de cada estádio. O decreto é do dia 10 de setembro.

3. Região Sudeste

Volta Público Brasil Campeonato Brasileiro Santos Vila Belmiro
Vila Belmiro é um estádio histórico no Brasil / AFP Contributor/Getty Images

São Paulo - os estádios estarão aptos receber público a partir de 4 de outubro de forma gradual. Inicialmente, há a liberação da capacidade de 30% de cada setor.

Rio de Janeiro - desde o dia 15 de setembro o público tem permissão para ir aos estádios da capital carioca. Foi feito um esquema de retomada gradual, permitindo utilizar entre 35% e 50% da capacidade.

Minas Gerais - a prefeitura de Belo Horizonte oficializou a volta ao público em 15 de setembro, com a permissão de ocupação de 30% dos estádios.

4. Região Nordeste

Pernambuco - o público poderá retornar aos estádios a partir de 27 de setembro. As praças estarão aptas a receber 20% de sua capacidade ou o máximo de 2.500 pessoas.

Bahia - por enquanto, não há liberação do governo estadual para a volta do público. Na última quarta-feira, inclusive, foi feita uma solicitação para que se possa ocupar 30% da Arena Fonte Nova.

Ceará - o governo, por enquanto, liberou um evento-teste com 10% de capacidade. A partir disso, nova análise será feita.

facebooktwitterreddit