Futebol Internacional

Novo dono do Chelsea, Todd Boehly pretende investir mais de R$ 1 bilhão nos Blues; clube já tem lista de reforços

Antonio Mota
Todd Boehly é o mais novo dono do Chelsea. Empresário quer investir bolada no clube.
Todd Boehly é o mais novo dono do Chelsea. Empresário quer investir bolada no clube. / Robin Jones/GettyImages
facebooktwitterreddit

Após temporada repleta de incertas e problemas por conta das sanções aplicadas pelo Governo do Reino Unido ao bilionário Roman Abramovich, seu ex-dono, o Chelsea foi vendido e conseguiu respirar com mais tranquilidade em relação ao futuro. Agora, os Blues olham para o horizonte, focam em se recuperar dos baques dos últimos meses e querem movimentar o mercado da bola.

Segundo informações do jornal The Telegraph, da Inglaterra, o empresário Todd Boehly, líder do consórcio norte-americano que comprou e recebeu aprovação da Premier League, do Governo e demais entidades, pretende dar mais de 200 milhões de euros (mais de R$ 1 bilhão, pela cotação atual) para o técnico Thomas Tuchel trabalhar na janela de transferências do verão europeu.

Jules Kounde
Zagueiro do Sevilla, Koundé é um dos nomes especulados no Chelsea / Juan Manuel Serrano Arce/GettyImages

Vale lembrar que o Chelsea, por conta das sanções a Abramovich, foi proibido de comprar, vender ou renovar contratos de jogadores nos últimos meses. Assim, o clube perdeu dois zagueiros: Antonio Rüdiger, que tem acordo com o Real Madrid, e Andreas Christensen, que é cotado no Barcelona. E também se viu “travado” em outras negociações.

Diante das perdas e indefinições, o Chelsea entrou em crise, perdeu força e ficou para trás na Inglaterra – o Manchester City e o Liverpool abriram grande vantagem na Premier League e, além disso, os Reds estão na final da Champions League. É isso que Boehly quer evitar. O empresário pretende abrir os cofres para diminuir a distância dos Blues para o campeão e o vice do país.


Com esse objetivo, o norte-americano está disposto a liberar essa grande quantia para contratações. Boehly visa conseguir parte do montante com vendas, notando que alguns nomes são cotados a deixar Stamford Bridge, como Hakim Ziyech, Christian Pulisic e Timo Werner. A ideia é arrecadar um bom dinheiro com essas e outras negociações.

Já ciente dos milhões que receberá, Thomas Tuchel tem observado o mercado e preparado lista de possíveis contratações para o Chelsea.  O zagueiro Jules Koundé, do Sevilla, e Josko Gvardiol, do RB Leipzig, seriam alvos da equipe.

facebooktwitterreddit