Futebol Internacional

Olho nelas! As 2 seleções que possuem 100% de aproveitamento após duas rodadas da Nations League

Bia Palumbo
Holanda engatou duas vitórias consecutivas
Holanda engatou duas vitórias consecutivas / BSR Agency/GettyImages
facebooktwitterreddit

Faltam cerca de cinco meses para a Copa do Mundo e duas das seleções classificadas para o torneio esportivo mais importante do planeta bola estão dando o que falar. Dinamarca e Holanda são as únicas das 16 que conseguiram duas vitórias consecutivas na Nations League 2022/23. Pensando nisso, o 90min traz mais detalhes sobre os destaques de cada país, como os técnicos estão montando as equipes e a preparação final para o torneio mais importante do planeta bola.

A Seleção Dinamarquesa protagonizou o resultado mais surpreendente da rodada de abertura, a vitória fora de casa sobre a França, atual campeã da Nations League e mundial. Jogando no Stade De France, Benzema colocou os donos da casa na frente. Apesar de mais posse de bola (58%) e finalizações (18 contra 8), faltou eficiência à equipe de Didier Deschamps. Atacante de 29 anos do Trabzonspor (Turquia), Cornelius roubou a cena ao marcar duas vezes em um intervalo de 20 minutos, garantiu os três pontos e a liderança do grupo 1.

O 2 a 1 foi apenas um exemplo de que os nórdicos são visitantes indigestos. Na rodada seguinte o desafio era na Áustria, país que desta vez não está na Copa do Mundo, porém deu trabalho na Eurocopa 2020, principalmente. Højbjerg tirou o zero do placar ainda no primeiro tempo, Schlager empatou, mas no final Stryger selou mais um triunfo dinamarquês.

Christian Eriksen
Christian Eriksen é o maestro do time dinamarquês / Robbie Jay Barratt - AMA/GettyImages

Dona do segundo melhor ataque da Nations League, a Bélgica mostrou seu cartão de visitas logo na estreia, quando goleou a Bélgica por 4 a 1 naquele que é conhecido como "Clássico dos Países Baixos". Mesmo jogando em Bruxelas, a seleção comandada por Van Gaal incorporou o espírito da Laranja Mecânica e venceu com autoridade. Autor de dois gols, Memphis Depay, do Barcelona, foi o cara do jogo. Bergwijn e Dumfries também balançaram a rede e, nos acréscimos, Batshuayi descontou.

O próximo desafio era o País de Gales, que chegava confiante após garantir vaga na Copa do Mundo na repescagem europeia. O jogo foi mais equilibrado e os britânicos conseguiram segurar o empate no primeiro tempo, mas Koopmeiners abriu o caminho para a vitória. Norrington-Davies deu uma esperança à torcida galesa ao empatar aos 47 do segundo tempo, mas ainda deu tempo de Weghorst deixar o dele aos 50 e correr para o abraço.

Coincidência ou não, Dinamarca e França também estão no mesmo grupo da Copa do Mundo. A Tunísia também caiu na chave e o último integrante será conhecido na próxima segunda-feira (13), quando Peru e Austrália se enfrentam na repescagem mundial.

Já os holandeses já sabem quem vão enfrentar na primeira fase: estreiam dia 21 de novembro contra o Senegal. Quatro dias depois pegam o Equador e encerram a participação na fase de grupos diante do Catar no dia 29.

facebooktwitterreddit