Futebol brasileiro

Morre Hailé Pinheiro, o dirigente que leva Goiás no nome, no coração e na memória

Lucas Humberto
Dirigente dedicou a vida ao futebol goiano
Dirigente dedicou a vida ao futebol goiano / Isabela Azine/Agif/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Morreu nesta quarta-feira (7), aos 86 anos, Hailé Selassié de Goiás Pinheiro, maior dirigente da história do Goiás e um dos maiores nomes do futebol goiano. De acordo com comunicado do Esmeraldino, o ex-presidente do clube estava em casa e faleceu às 11h30. Ele lutava contra um câncer na garganta.

O velório vai acontecer no estádio que leva o nome do ex-dirigente, popularmente conhecido como Serrinha, em horário a ser divulgado. Em suas últimas entrevistas, Hailé brincou que Deus só o levaria quando o Esmeraldino conquistasse a Série A: "Já fiz muita chantagem com Deus, eu disse que se o Goiás fosse campeão ele podia me levar. E eu não fui campeão, então estou aqui".

Hailé Pinheiro nasceu no dia 13 de junho de 1936, em Itaberaí, no interior de Goiás, e se mudou para Goiânia ainda na infância. Ele chegou ao Goiás EC a convite de seu primo, Olinto Pinheiro de Abreu. Aos 26 anos, em 1963, Hailé tornou-se presidente do Verdão pela primeira vez. Desde então, o crescimento do Esmeraldino no cenário nacional passou necessariamente pelo dirigente.

Pinheiro também foi presidente do conselho deliberativo, chegando inclusive a acumular as duas funções. Em junho de 2022, Hailé ficou sem cargo no Esmeraldino pela primeira vez desde 1963. Hoje, o conselho é presidido por seu sobrinho, Edminho Pinheiro. Paulo Rogério Pinheiro, filho de Hailé, é o presidente executivo em exercício.

Nota oficial do Goiás

"Hoje o céu ganha tons de esmeralda e o Goiás Esporte Clube um novo torcedor na arquibancada de Deus.

Aos 86 anos, Hailé Selassié de Goiás Pinheiro faleceu às 11h30 de 07 de setembro de 2022, ao lado da família.

O velório será no estádio Hailé Pinheiro e os horários em breve serão divulgados.

Que Deus o receba em sua infinita misericórdia!"

Homenagens

Arquirrival do Esmeraldino, o Atlético-GO prestou as devidas condolências através das suas redes sociais: "O Atlético Goianiense lamenta profundamente o falecimento do dirigente que revolucionou o futebol goiano, Hailé Pinheiro. O altruísmo de Sr. Hailé alavancou o co-irmão Goiás e fortaleceu o futebol no Estado de Goiás".

"Nossos sentimentos aos familiares, amigos e toda torcida do Goiás Esporte Clube! Que Deus receba com todo amor de carinho o Seu Hailé!", completou. Hailé se despede deste plano sem ver o clube da sua vida sendo campeão, mas com a certeza de que poucos fizeram tanto pelo futebol de Goiás. As ruas do Serrinha e as vielas de Campinas jamais esquecerão Hailé.

facebooktwitterreddit