Futebol Internacional

Venda do Milan por 1,2 bilhão de euros é oficializada - veja detalhes

Fabio Utz
Clube, recentemente, foi campeão italiano
Clube, recentemente, foi campeão italiano / PIERO CRUCIATTI/GettyImages
facebooktwitterreddit

Agora é oficial: o Milan tem um novo dono. Nesta quarta-feira, foi anunciada a sua venda para a empresa norte-americana de investimentos RedBird Capital Partners, que substitui o fundo Elliott no comando do clube. O processo de transferência do poder será concluído ao longo do verão europeu.

O acordo foi fechado em 1,2 bilhão de euros, com a Elliott mantendo uma participação minoritária no time rossonero. "Quando a Elliott adquiriu o Milan em 2018, herdamos um clube com uma história extraordinária, mas com sérios problemas financeiros e desempenho esportivo decepcionante. Nosso plano era simples: criar estabilidade financeira e trazer o clube de volta ao seu lugar de direito no futebol europeu. Penso que se pode dizer que atingimos ambos os objetivos", diz trecho de carta escrita à torcida.

A ideia dos novos donos é manter este rumo. "Estamos honrados em fazer parte da ilustre história do Milan e entusiasmados com a perspectiva de poder escrever o próximo capítulo do clube. A filosofia de investimento e as conquistas da RedBird no mundo do esporte mostraram que os clubes de futebol podem ter sucesso em campo, mantendo um perfil financeiro sustentável", declarou Gerry Cardinale, fundador do grupo. Recentemente, o Milan se sagrou campeão italiano, algo que não acontecia desde 2011.

facebooktwitterreddit