Futebol brasileiro

Avanço ou retrocesso? Mês de agosto pode ser decisivo para consenso relativo à liga do futebol brasileiro

Fabio Utz
Clubes tentam chegar a consenso sobre rateio de receitas
Clubes tentam chegar a consenso sobre rateio de receitas / Miguel Schincariol/GettyImages
facebooktwitterreddit

O início do mês de agosto pode significar, também, um avanço na consolidação de uma liga de clubes brasileiros. No próximo dia 2, terça-feira, representantes da Libra (Liga do Futebol Brasileiro) estarão reunidos para debater pontos importantes e tratados junto a integrantes da LFF (Liga do Futebol Brasileiro). A partir disso, tem-se a ideia de marcar um novo encontro, dessa vez unindo os dois blocos, para tentar sanar pontos divergentes.

A Libra estaria disposta a rever questões relativas ao rateio de receitas, incluindo em seu estatuto modificações em percentuais caso, a partir de 2025, o Campeonato Brasileiro ultrapassar os R$ 4 bilhões em receita com direitos de transmissão. Inicialmente, o grupo tinha como ideia dividir o montante da seguinte maneira: 50% de divisão igualitária, 25% proporcional à performance esportiva e 25% atrelados a audiência e engajamento. Num eventual novo modelo, os percentuais ficariam em 45%-30%-25%, ou seja, mais próximo do que propõe a LFF - 40%-30%-30%.

Outro ponto central é a diferença entre quem recebe mais e quem recebe menos. Na visão da LFF, a distância não pode ser maior que 3,5 vezes, enquanto que, nos atuais cálculos da Libra, este número está em seis vezes. Há disponibilidade e entendimento, porém, para a necessidade de uma redução gradativa, até se chegar no patamar considerado bom para todo mundo. Será que agora vai?

facebooktwitterreddit