Opinião

Matheus Donelli merece muito mais que ser banco de Cássio

Lucas Humberto
Titular diante da Chapecoense, Matheus Donelli mostra caminho para transição
Titular diante da Chapecoense, Matheus Donelli mostra caminho para transição / Peter Leone/O Fotografico/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

A dinastia dos grandes ídolos chega ao fim? Historicamente, talvez não. Dentro das quatro linhas, sempre. Enquanto a Fiel existir, Cássio jamais será esquecido. Herói de outros idos e maior goleiro da história do Corinthians, o camisa 12 elevou seus feitos a um lugar onde pouquíssimos conseguiram. Infelizmente (ou não), os ciclos chegam ao fim.

Cassio Corinthians Matheus Donelli Brasileirão
Cássio está longe de viver a melhor fase no Corinthians / Alexandre Schneider/GettyImages

E a situação começa a ficar problemática quando as marcas do goleiro estão justamente num período do tempo que não volta mais: o passado. Em 2022, terão completados exatos 10 anos do memorável Mundial de Clubes. Muita coisa mudou desde então, inclusive o desempenho do próprio arqueiro titular.

Visivelmente mais lento e com reflexos menos ágeis, não é incomum ver o Timão sofrer gols e pensar: "o Cássio de 2012 pegaria essa bola". A situação, obviamente, não poderia ser mais hipotética, mas carrega um amargo fundo de verdade: é momento de olhar pra frente. E lá está Matheus Donelli, de 19 anos.

Titular diante da Chapecoense, o jovem arqueiro salvou uma bola que Cássio dificilmente defenderia. Não por demérito ou falta de vontade, são apenas consequências naturais da idade no esporte de alto nível. No entanto, não podemos fechar os olhos para a necessidade de sequência a Donelli. É simplesmente planejamento.

Titularidade absoluta? Talvez não. A margem de erro é muito grande. Para isso existem as chamadas entradas pontuais, afinal, nunca haverá um momento 100% propício. Na reta final da temporada sempre será arriscado demais se distanciar das primeiras posições. No início? Também. Contudo, o medo de falhar não pode permitir que o Corinthians esqueça o futuro. Até porque ele já chegou.

facebooktwitterreddit