Futebol Feminino

Marta se emociona com estátua junto a Pelé e valoriza 'sentimento de inclusão'

Fabio Utz
Jogadora é a maior de todos os tempos
Jogadora é a maior de todos os tempos / Robert Cianflone/GettyImages
facebooktwitterreddit

Uma estátua de cera em tamanho real que homenageia Marta foi inaugurada no Museu Seleção Brasileira, que fica localizado na sede da CBF. A maior jogadora de futebol de todos os tempos ganhou, assim, um reconhecimento que, até então, só Pelé tinha no local. E, obviamente, se emocionou.

"É um sentimento de inclusão, que a gente procura, poder ver a nossa história sendo contada no museu da casa do nosso futebol. Quando se homenageia uma atleta da seleção feminina, se homenageia a todas. Para mim é algo que não tem preço, me deixa muito emocionada e honrada com tudo isso."

Marta, à CBF TV

Para o presidente da confederação, Ednaldo Rodrigues, a presença da estátua de Marta é um passo importante no reconhecimento do trabalho de todas as mulheres que fazem o futebol. "É um reconhecimento do que tem sido feito por Marta, uma das maiores incentivadoras para o futebol feminino do Brasil estar nesse estágio. Ainda não é o ideal, mas com certeza se chegou até aqui, é porque ela foi persistente, defendeu bandeiras em prol das mulheres do futebol feminino", afirmou.

Marta também recebeu uma placa de agradecimento pelas duas décadas de serviço à seleção brasileira. A primeira convocação da meia foi em 2002. De lá para cá, ela se tornou a maior artilheira de todos os tempos da equipe e a atleta com mais gols em Jogos Olímpicos e na Copa do Mundo, entre homens e mulheres. Ela também foi seis vezes eleita a melhor jogadora do planeta.

Para notícias da Copa do Mundo, clique aqui.

facebooktwitterreddit