Brasileirao Série A

Os desafios de Marquinhos Santos, novo técnico do Ceará

Matheus Nunes
Treinador de 43 anos foi responsável por levar o América-MG para a Libertadores
Treinador de 43 anos foi responsável por levar o América-MG para a Libertadores / DOUGLAS MAGNO/GettyImages
facebooktwitterreddit

Geralmente quando um clube contrata um treinador é porque a situação não é das melhores. Mas diferente do tradicional, Marquinhos Santos chega para assumir o comando técnico do Ceará em um momento que o time vive uma ótima fase.

O Vozão ocupa a 12ª colocação na tabela do Brasileirão, vindo de 10 jogos sem saber o que é perder. Além disso, está nas oitavas de final da Copa do Brasil e da Sul-Americana, com direito a melhor campanha da competição continental.

Com bons trabalhos recentes, Marquinhos tem potencial para manter o que Dorival Júnior vinha fazendo. Não tem muito o que inventar. Talvez, caso queira fazer mudanças drásticas, poderá prejudicar o desempenho da equipe e se queimar com a torcida.

Dorival Jr
Dorival Jr trocou o Ceará pelo Flamengo na semana passada / Silvio Avila/GettyImages

Assim como fez no América-MG, quando substituiu Vagner Mancini e continuou com o retrospecto positivo, a expectativa é que ele faça o mesmo no Ceará. Não tem segredo: o time está encaixado.

Digamos que a primeira missão dele seria avançar nas Copas, levando a equipe o mais longe possível. Título? Talvez. Além disso, tirar um pouco mais de responsabilidade de Mendoza, que vem sendo a peça fundamental do Vovô até aqui. Quem sabe retomar o bom futebol de Vina, que vem desperdiçando boas chances durante as partidas, o que não acontecia antes.

Até o fim do Brasileirão, os torcedores esperam uma campanha tranquila, sem preocupações com rebaixamento e uma posição confortável. O pedido é ficar no G-6 e ir para a Libertadores, como fez com o Coelho. Qualidade o elenco do Ceará tem, e vem mostrando um ótimo futebol até aqui, com o luxo de ser o melhor visitante do Campeonato Brasileiro.

facebooktwitterreddit