São Paulo

Lugano ao 90min: Momento pós-São Paulo, carreira de técnico, futuro de Ceni, quase ida ao Grêmio e muito mais...

Fabio Utz
Feb 25, 2021, 3:19 PM GMT-3
Diego Lugano conversou no Morumbi com exclusividade com o 90min e não fugiu de nenhuma pergunta.
Diego Lugano conversou no Morumbi com exclusividade com o 90min e não fugiu de nenhuma pergunta. | MARCELLO FIM/ZIMEL PRESS/GAZETA PRESS
facebooktwitterreddit

Diego Lugano, na virada do ano, deixou de ser dirigente do São Paulo. No entanto, o carinho para com o clube e sua paixão pelo futebol continuam muito vivos. Em entrevista exclusiva ao 90min, o ex-zagueiro comentou sobre Fernando Diniz, Rogério Ceni, a perspectiva de ser treinador, o momento do esporte no Brasil...isso sem contar, claro, de uma quase ida para o Grêmio e de arrependimentos ao longo da carreira. Confere com a gente!

MARCELLO FIM/ZIMEL PRESS/GAZETA PRESS

O MOMENTO PÓS-SÃO PAULO

Tirei um caminhão das costas. Saí do São Paulo, deixo uma etapa importante da vida para trás, mas por outro lado dá certa tranquilidade que fazia tempo que não sentia. Tirar essa responsabilidade deste monstro que é o São Paulo, que a gente sempre tem responsabilidade de ter resultados, de fazer as coisas bem, e bom...este mês de transição depois de cinco anos no clube, primeiro como jogador depois como diretor, estou na verdade levando muito bem, estou tranquilo, estou feliz, sempre com a consciência tranquila de ter feito o melhor, e isso me traz leveza e sorriso.

LUGANO TREINADOR? (já tem curso da CBF)

Para uns é cansativo, para outros é como um combustível. O Rogério (Ceni) depois de 25 anos parou e no outro dia foi treinador e continua até hoje. Então isso é mais personalidade. Eu hoje não acho essa força, essa vontade. Então eu não me vejo treinador hoje por isso. Hoje, o dia a dia para um treinador exige muito mais tempo, porque tem muito mais informação para você analisar, para você debater, para você tirar conclusões.. Então por enquanto não me vejo. Quem sabe daqui um tempo. 

O LUGANO JOGADOR CONSEGUIRIA SAIR JOGANDO NO ESQUEMA DO DINIZ?

Se eu quisesse conseguiria, lógico. Mas depende da categoria do jogador, da maneira com que ele pensa o futebol, se é necessário ou não assumir o risco, né. Isso é muito do jogador, quem resolve lá dentro é o jogador. Quem sente o risco que tem para seu time é o jogador. Todo mundo conseguiria. Agora, está em você entender até onde é necessário correr esse risco ou não. Até onde é algo que favorece ou que pode virar um problema

E A VISÃO DO LUGANO TREINADOR SOBRE ISSO?

Eu acho que no futebol todos os times saem jogando. Nós, na minha época, por exemplo, fomos campeões mundiais com gol de Mineiro, mas o passe foi do Fabão...

O QUE NÃO DEU CERTO NA PASSAGEM DE ROGÉRIO CENI COMO TÉCNICO DO SÃO PAULO?

Futebol é resultado, né, e você depende dos rivais, depende do momento do clube, Dos jogadores que você tem...é muito inexato. Não tem lógica. Futebol não é matemática. dois mais dois são quatro. Naquele momento o Rogério já deixou uma imagem de um cara que vai ser grande, então assim, ele vai ser grande porque ele já é, né. Como treinador, por ser um cara obcecado por resultados, por perfeição, paixão pelo que ele faz. Como ele sempre fala, 'o importante não é você querer, é o que você deixa de lado para atingir o êxit'”. Então pode assinar aqui que ele vai voltar ao São Paulo amanhã ou depois de amanhã, ano que vem, ele vai voltar e vai ser campeão aqui. Tá escrito. Eu assino aqui embaixo. E vai ser assim porque o cara tem um diferencial em todos os aspectos.

PREVÊ UMA HEGEMONIA NO FUTEBOL BRASILEIRO DOS CLUBES MAIS RICOS?

Ah, não não...eu acho que o Brasil, para isso, é um futebol diferenciado. O melhor futebol do mundo para isso é do Brasil. Flamengo já puxou pra cima o Fluminense que vai puxar o Vasco...São Paulo em seu momento foi absoluto...puxou o Corinthians, puxou o Palmeiras...O Cruzeiro faz quatro anos foi absoluto, puxou o Atlético-MG. Inter foi campeão de tudo e puxou o Grêmio, e o Brasil é fantástico pra isso. Uma das coisas pelas quais o São Paulo é mais difícil de ser campeão é porque todos os rivais melhoraram. Na minha época de jogador, a gente tinha uma vantagem competitiva muito grande sobre, por exemplo, o Palmeiras e o Corinthians. A gente treinava em lugares melhores, tinha condições melhores. Hoje tá todo mundo igual, todo mundo querendo melhorar, e isso faz do Brasil um torneio incrível, fantástico e espetacular.

ONDE GOSTARIA DE TER JOGADO E NÃO JOGOU?

Eu sempre quis jogar na Argentina...Boca e River permanentemente todos anos me...Segunda-feira me contatava Boca, terça o River. Passavam seis meses, na sexta-feira me ligava o River, sábado o Boca, e eles sempre falam que eu devia ter jogado lá, sempre, até hoje. Então, o futebol como eu sempre falo, me conduziu ao meu caminho, ao Brasil, e sou muito feliz com isso.

QUASE FOI PARAR NO FLUMINENSE, NÃO?

Depois que eu fui embora do São Paulo, seis, sete dos maiores times do Brasil, inclusive adversários diretos do São Paulo, me procuraram para voltar. O que teve mais perto foi o Grêmio. Eu tive a sorte de nunca ser rejeitado pelas torcidas, mas eu sempre falei que, talvez por ser uruguaio, tenho uma mentalidade mais conservadora. Cheguei ao São Paulo com 20 anos e não era ninguém. São Paulo me fez crescer como jogador e como profissional, cheguei à seleção. Nunca tinha feito seleção de base. Daqui fui para a seleção e virei lenda na seleção. Então tem uma identificação que eu acho que , na hora de ir a outro clube no Brasil, perderia essa magia, a identificação. Por isso falei: no Brasil, só jogaria no São Paulo. Se ele não me quisesse, não jogaria mais no Brasil.

ALGUM ARREPENDIMENTO AO LONGO DA CARREIRA

Vários. O maior de todos foi minha preparação para a Copa do Mundo do Brasil de 2014. Me preparei tanto, tanto, tanto, fiz tanta coisa que acabei estourando o joelho que me tirou da metade da Copa do Mundo e praticamente f...a carreira pro futuro né.

FINALIZANDO...VOCÊ JOGOU COM O IBRAHIMOVIC. CONTA UM POUCO SOBRE ELE.

Um personagem dentro do futebol muito diferente. É aquele mesmo que ele mostra. É um cara inteligente, que tem recurso, o raciocínio dele é muito bom. Ele é perspicaz, ele consegue em situações tirar sarro, e ele se garante. Se garante no futebol, na porrada, se garante. O cara é bom mesmo. O cara é f...

Para mais notícias do São Paulo, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit