Liverpool perde para lanterna da Premier League em manhã na qual só Alisson se salvou

Lucas Humberto
Grande atuação de Alisson não salvou o Liverpool de um dia de pouquíssima criatividade do meio-campo
Grande atuação de Alisson não salvou o Liverpool de um dia de pouquíssima criatividade do meio-campo / Michael Regan/GettyImages
facebooktwitterreddit

Depois de emplacar dois bons resultados consecutivos na Premier League, inclusive vencendo o Manchester City, o Liverpool sucumbiu ao Nottingham Forest, que, até o início da 13ª rodada do Inglês, estava na lanterna da competição. E teve lei do ex: Taiwo Awoniyi foi o responsável por marcar o único gol da partida.

De um lado, apatia. Do outro, coletividade. Sem muita criatividade no meio-campo, os Reds até construíram algumas boas chances - foram 16 finalizações, sendo sete no alvo - mas o ímpeto visto nos dois compromissos anteriores simplesmente não apareceu. Para completar, as ausências de Darwin Núñez e Thiago Alcântara tornaram o cenário ainda mais propício ao Forest.

Dean Henderson, goleiro do Nottingham Forest
Henderson anulou as principais investidas do Liverpool / James Williamson - AMA/GettyImages

Destaque para os dois goleiros. Outra grande atuação de Alisson, que havia pegado um pênalti na vitória do Liverpool sobre o West Ham. A menos de 30 dias da Copa do Mundo, o brasileiro mostra altíssima qualidade técnica e confiança. Dean Henderson, por sua vez, manteve a meta do Nottingham Forest intacta pelo segundo duelo consecutivo. E, desta vez, em uma vitória épica: 1 a 0.

facebooktwitterreddit