Listas

Os 5 melhores jogadores brasileiros pós-Pelé

Antonio Mota
Neymar? Ronaldinho? Zico? Qual foi o melhor jogador brasileiro pós-Pelé?
Neymar? Ronaldinho? Zico? Qual foi o melhor jogador brasileiro pós-Pelé? / Robert Cianflone/Getty Images
facebooktwitterreddit

Um tema sempre polêmico.

Neymar reacendeu um fervoroso debate nos últimos dias ao marcar contra Venezuela e Peru e se aproximar ainda mais da artilharia máxima da Seleção Brasileira – posto que pertence ao Rei Pelé. Com 68 gols em 107 partidas com a Amarelinha, o camisa 10 precisa marcar ‘apenas’ mais nove tentos para igualar a marca do maior jogador da história da CanarinhO e do futebol mundial.

Neste contexto, o 90min decidiu entrar neste animado debate e listar os 5 melhores jogadores brasileiros pós-Pelé. Tarefa difícil. Confira:

5. Zico

Zico Brasil Flamengo
Com um talento raro, Zico era um exímio jogador de futebol. / Alessandro Sabattini/Getty Images

Ídolo do Flamengo, da Udinese, do Kashima Antlers-JAP e da Seleção Brasileira, Arthur Antunes Coimbra, o popular Zico, foi um dos maiores meio-campistas da história do futebol mundial. Com muita capacidade técnica, refino e faro de gol, o camisa 10 coleciona marcas e conquistas importantes.

Em campo, Zico colecionou vários postos de muito mérito, como: maior artilheiro da história do Maracanã; maior artilheiro do Flamengo; maior artilheiro do Fla-Flu; maior vencedor do prêmio da Revista Placar; quinto maior goleador da Seleção Brasileira etc. Além disso, em 788 partidas, o craque marcou 536 gols.

O Galinho, mesmo sem ter ganhado uma Copa do Mundo, marcou uma geração de brasileiros e fãs do esporte em todo o mundo.

4. Ronaldinho

Ronaldinho
Ronaldinho foi um dos jogadores mais brilhantes da história do futebol mundial. / Luca Ghidoni/Getty Images

Ronaldinho certamente foi um dos jogadores mais brilhantes, inventivos e mágicos da história do futebol mundial. O Bruxo, como ficou conhecido pela sua genialidade e criatividade, encantou o planeta bola e durante um bom tempo apareceu como o melhor futebolista do esporte internacional.

Porém, apesar dos momentos espetaculares, sobretudo no Barcelona, o camisa 10 ficou no seu mais alto nível por um período relativamente curto e, por isso, acaba ficando apenas na quarta colocação do ranking dos melhores jogadores pós-Pelé – o que, na verdade, já é algo muito significativo.

Ao longo de sua carreira, somando seus números por clubes e seleção, R10 disputou 782 partidas e marcou 299 gols. Além disso, ele conquistou Copa do Mundo, Conmebol Libertadores, Champions League, LaLiga e outros títulos. E ainda foi duas vezes eleito o Melhor Jogador do Mundo. Uma carreira de respeito.

3. Romário

Romario Brasil
Amado ou odiado: Romário jogava muita bola. / VANDERLEI ALMEIDA/Getty Images

Polêmico, ousado e muito bom de bola, Romário deixou um legado gigantesco no futebol. Com uma facilidade assustadora para marcar gols e qualidade acima da média, o “Baixinho” não passou despercebido por nenhum dos clubes que defendeu, incluindo Barcelona, Flamengo, Vasco, PSV e outros. O atacante era cruel na frente do goleiro.

Em sua carreira como jogador, Romário disputou 960 partidas e marcou 746 gols. O atacante, em suas contas, diz ter 1002 tentos. Além dos muitos gols, o matador também conquistou 32 títulos ao longo da carreira, contando Campeonato Brasileiro, Copa do Mundo, LaLiga etc. Vale lembrar, também, que ele foi eleito o Melhor Jogador do Mundo em 1994.

2. Neymar

Neymar Brasil
Neymar é um 'monstro' do futebol. / Michael Reaves/Getty Images

O único da lista ainda em atividade: Neymar. Seja querido ou odiado, o camisa 10 do Paris Saint-Germain e da Seleção Brasileira não por acaso caminha para se tornar o maior artilheiro da história da Canarinha. Aliando talento, poder de decisão, conquistas e muita magia, o atacante sem dúvidas já escreveu o seu nome na história do esporte.

Até o momento, o Menino da Vila já alcançou façanhas que nenhum outro nome deste ranking conseguiu, como ganhar uma Olímpiada e ser o brasileiro com mais gols e assistências na Champions League. Aos 29 anos, o craque tem 634 partidas disputadas e 396 gols marcados – e pensar que ele ainda tem muitos anos de carreira pela frente.

Um personagem, mesmo que com vários problemas, que inegavelmente faz parte da história do esporte.

1. Ronaldo

Ronaldo Brasil
Ronaldo sofreu com lesões, mas isso não o impediu de ser um dos maiores da história. / Odd Andersen/Getty Images

“Se não fossem as lesões, você [Ronaldo] teria sido o melhor jogador de todos os tempos”, declarou Maradona para o Fenômeno em 2018. Essa declaração já diz muito sobre quem foi Ronaldo Luís Nazário de Lima, o internacional Ronaldo. Uma das grandes lendas da história do esporte mundial.  

Ronaldo enfrentou muitos problemas, lesões e polêmicas ao longo de sua carreira, mas isso, apesar de tê-lo limitado, nunca o parou. Com um talento sobre-humano e muita força de vontade, o camisa 9 conseguiu disputar 616 jogos e anotar 414 gols. Além disso, ele também conquistou muito: Copa do Brasil, LaLiga, Europa League, Copa do Mundo (1994 e 2002) e muito mais.  

Para além do coletivo, o Fenômeno também enfileirou conquistas, como três prêmios de Melhor Jogador do Mundo (1996, 1997 e 2002). Uma lenda viva.

facebooktwitterreddit