Listas

E se clubes brasileiros fossem franquias da NBA?

Nathália Almeida
Nets e Bucks têm protagonizado uma das melhores séries dos playoffs
Nets e Bucks têm protagonizado uma das melhores séries dos playoffs / Stacy Revere/Getty Images
facebooktwitterreddit

Principal liga de basquete do mundo, a NBA está em sua fase de playoffs e tem sido, para quem ama outros esportes além do futebol, uma das grandes atrações das últimas semanas.

Pensando nisso, nós do 90min bolamos um jeito de juntar cesta e gol, quadra e campo, bola laranja e bola branca neste artigo especial: e se clubes do futebol brasileiro fossem franquias da NBA?

Similaridades históricas e atuais, tamanho/intensidade da torcida, elencos... Analisamos tudo e chegamos a essas comparações. Você concorda?


1. Santos = Boston Celtics

jayson tatum nba boston celtics
Jayson Tatum é o grande nome do Boston Celtics hoje / Sarah Stier/Getty Images

Falar de NBA é falar de Boston Celtics, assim como falar de futebol brasileiro é falar de Santos: ambos são a história em forma de agremiações esportivas. Têm um currículo vasto e extenso, e chega a faltar lugar para tanta taça e tantos ídolos. Atualmente, no entanto, encaram um incômodo jejum de grandes conquistas e apostam em um elenco recheado de jovens.

2. Palmeiras = Los Angeles Lakers

marc gasol lebron james los angeles lakers nba
Lakers saiu da fila na temporada 2019/20 / Harry How/Getty Images

Santos e Palmeiras são os dois maiores campeões brasileiros, Celtics e Lakers são os maiores vencedores da NBA. A escolha por Los Angeles para o Verdão tornou-se natural por isso, fora o fato da rivalidade ser equiparável também. Outro fator que aproxima Palmeiras e Lakers é o elenco estrelado que ambos montaram nos últimos anos.

3. Botafogo = Chicago Bulls

michael jordan scottie pippen chicago bulls nba
Bulls está na fila há muito, assim como o Botafogo / VINCENT LAFORET/Getty Images

Muito fieis, suas torcidas se orgulham muito do passado glorioso, mas vivem um presente de incertezas e frustrações acumuladas. A última vez em que foram protagonistas foi na década de 90 e, desde então, vivem um processo de "reconstrução" que parece não ter fim. De qualquer forma, o esporte não seria o mesmo sem eles.

4. Fluminense = Miami Heat

dwayne wade chris bosh miami heat nba
Heat dominou a NBA nos primeiros anos da década de 2010 / Mike Ehrmann/Getty Images

Até montar um elenco espetacular no início dos anos 2010, o Miami Heat era uma das franquias pouco badaladas da NBA, raramente cotada a brigar por playoffs ou título. Tiveram anos difíceis durante a década de 90. E quem se identifica muito com esse enredo é o Fluminense, que amargou queda à Série C e saiu da seca de títulos de Brasileirão somente em 2010, quando montou uma baita equipe com aporte de sua antiga parceira.

Fred, Conca e Deco = Bosh, Wade e James. Sem exagero.

5. Vasco da Gama = New York Knicks

rj barrett new york knicks nba
Knicks também vive um 'rebuild' eterno / Kevin C. Cox/Getty Images

O New York Knicks é uma franquia muito popular e de um mercado super nobre dos Estados Unidos, mas seu presente não dialoga nada com o seu passado e com seu potencial. Está devendo resultados positivos há longos anos. Além disso, é uma das equipes com mais vice-campeonatos na história da NBA. Mais Vasco que isso, impossível!

6. Grêmio = San Antonio Spurs

tony parker manu ginobili tim duncan san antonio spurs nba
Parker, Ginobili e Duncan formaram um dos trios de ouro da NBA neste século / Stephen Dunn/Getty Images

As últimas temporadas não foram das melhores para a franquia texana, mas o San Antonio Spurs ficou conhecido na NBA por ser "clutch", o popular time de chegada, que cresce nas horas decisivas e que está sempre (ou quase sempre) presente nos mata-matas. Assim é o Grêmio, que apesar de não viver o seu auge, ergueu canecos recentemente e fez final de Copa do Brasil em 2020.

7. Flamengo = Brooklyn Nets

james harden kevin durant nba brooklyn nets
Nets é o time do momento na NBA / Sarah Stier/Getty Images

Nessa comparação, deixamos de lado o aspecto histórico e focamos apenas no momento: o Brooklyn é o time a ser batido na NBA, assim como o Flamengo é a equipe a ser superada no futebol brasileiro hoje. Ambos montaram um superelenco recheado de estrelas, mas apesar dos grandes egos nos vestiários, eles têm sobrado quando a bola rola/sobe. Potencial esportivo e financeiro para serem dominantes nos próximos anos.

8. Corinthians = Golden State Warriors

curry thompson nba golden state warriors
Warriors esteve no topo do mundo há pouco, mas agora está em rebuild / Ezra Shaw/Getty Images

É a segunda franquia mais valiosa da NBA de acordo com a Forbes, mas passa por um momento de 'rebuild' [reconstrução] após um período de grandes conquistas e domínio na liga. Situação similar a do Corinthians, uma das marcas mais fortes do futebol brasileiro em termos de mercado, além de um dos maiores campeões nacionais neste século.

9. Atlético-MG = Milwaukee Bucks

Giannis Antetokounmpo milwaukee bucks nba
Milwaukee aposta suas fichas no 'super-herói' Giannis / Elsa/Getty Images

O Atlético-MG conquistou seu primeiro e único título brasileiro em 1971. O Milwaukee Bucks venceu a NBA somente uma vez, na temporada 1970/71. Além desta coincidência histórica, outro fator une estas duas equipes: a esperança em um "super-herói" de muita força e qualidade. O Galo tem Hulk como sua grande referência, enquanto que o Bucks aposta fichas no Greek Freak, Giannis Antetokoumpo.

10. Red Bull Bragantino = Los Angeles Clippers

kawhi leonard los angeles clippers nba
Kawhi é a referência do time dos Clippers / Alex Goodlett/Getty Images

Eles têm o dinheiro, e apostam nisso em busca de sucesso esportivo. Como todos sabem, Los Angeles é um dos mercados mais nobres da NBA, mas o Clippers sempre foi o "patinho feio" da cidade, ao ponto de nunca ter disputado sequer uma final de liga. Fizeram contratações importantes e agora são protagonistas, reconhecidos como competidores no cenário nacional. O mesmo podemos dizer sobre o RB Bragantino.

Outra curiosidade que os conecta: ambos mudaram de nome ao longo de suas respectivas histórias.

11. Bahia = Philadelphia 76ers

joel embiid ben simmons philadelphia 76ers nba
Ben Simmons e Joel Embiid são as referências do 76ers / Kevin C. Cox/Getty Images

Donos de torcidas apaixonadas e muito intensas, Bahia e 76ers não experimentam a glória de uma conquista nacional desde a década de 80. Nos últimos anos, se reorganizaram internamente e voltaram a ser competitivos, mas ainda não conseguiram convencer o senso comum que são capazes de brigar no topo. Será que isso muda em 2021?

12. Cuiabá = Memphis Grizzlies

ja morant memphis grizzlies
Memphis é o time "menos valioso" da NBA / Alex Goodlett/Getty Images

Novato da Série A 2021, o Cuiabá é considerado por muitos torcedores como o "café com leite" da edição. Na NBA, o Memphis Grizzlies se acostumou a conviver com esse status, por ser uma das franquias de menor currículo/sucesso: nunca conquistou sequer um título de conferência, portanto, nunca disputou uma final de liga.

Além disso, o Memphis é a franquia menos valiosa da NBA (de acordo com a Forbes), enquanto que o Cuiabá é um dos dois clubes da elite nacional com menor valor de mercado e folha salarial.

13. Cruzeiro = Houston Rockets

christian wood houston rockets nba
Houston está em frangalhos / Michael Reaves/Getty Images

Camisas tradicionais, currículo importante e protagonismo até pouco tempo atrás, quando contavam com elencos imponentes... Mas, de uma hora para a outra, tornou-se um fardo vê-los jogar. Praticamente quebrado, o Cruzeiro amarga a zona de rebaixamento da Série B neste momento, ao passo que o Rockets teve a pior campanha geral da NBA 2020/21. Será que conseguirão sair deste buraco sem fim?

14. Fortaleza = Atlanta Hawks

trae young atlanta hawks nba
Trae Young é um dos destaques deste time do Hawks / Kevin C. Cox/Getty Images

O Atlanta Hawks soma apenas um título de NBA, conquista que data dos anos 50. Na década seguinte, duas derrotas em finais. É aí que o Fortaleza entra, já que o Tricolor tem dois vice-campeonatos nacionais na década de 60, quando o Brasileirão ainda se chamava Taça Brasil.

Se pensarmos nos dias de hoje, ambos se conectam pelo momento pra lá de positivo e de grande euforia, contrariando os prognósticos negativos e se posicionando muito bem em suas respectivas ligas. Seria Yago Pikachu o Trae Young do Pici?

facebooktwitterreddit