Futebol brasileiro

Liga Brasileira: clubes recebem proposta de modelo de gestão do presidente de LaLiga

Daniel Farias
Debates sobra a criação de uma liga brasileira têm crescido nos últimos meses
Debates sobra a criação de uma liga brasileira têm crescido nos últimos meses / Bruna Prado/GettyImages
facebooktwitterreddit

As conversas para a criação de uma liga para organizar o Campeonato Brasileiro têm se intensificado nos últimos meses. Nesta terça-feira (15) houve mais uma reunião entre dirigentes e representantes de clubes das séries A e B do Brasileirão na sede da XP Investimentos, no bairro da Vila Olímpia, em São Paulo. Além da corretora de valores, também participaram da reunião membros da consultoria Alvarez & Marsal e Javier Tebas, presidente de LaLiga. Ele ofereceu uma proposta pela organização e administração da possível liga brasileira.


De acordo com o ge, Tebas apresentou a seguinte proposta de divisão das receitas relacionadas aos direitos de transmissão entre os clubes participantes da liga: 50% igualitariamente, 25% de acordo com a performance e 25% de acordo com exposição e audiência. Ainda de acordo com a matéria publicada no site, a intenção em relação às transmissões internacionais seria que o valor arrecadado fosse distribuído igualitariamente entre os clubes.

Javier Tebas
Javier Tebas é o presidente da LaLiga / Pablo Cuadra/GettyImages

"Na La Liga temos o objetivo de ajudar o desenvolvimento do futebol e sua indústria. Queremos oferecer todo o conhecimento que adquirimos ao longo dos anos para propor um modelo de negócio que seja financeira e administrativamente adequado para apostar no crescimento do futebol no Brasil. Apresentamos aos clubes uma proposta que inclui as melhores práticas da LaLiga e a forma como conseguimos ser uma das competições desportivas mais eficazes em termos de desenvolvimento de negócios e de estabilidade financeira."

Javier Tebas, presidente da LaLiga

Essa não é a primeira proposta recebida pelos clubes brasileiros. Outras empresas já manifestaram o desejo de investir e participar do processo de criação de uma liga de futebol no país. Nesse sentido, destaca-se a Codajas e a LiveMode/1190, que também elaboraram projetos para a administração da liga brasileira. Os clubes agora avaliam as diversas ofertas e devem, em breve, tomar novas decisões.

facebooktwitterreddit