Copa Libertadores

Atlético-MG atinge recorde, vence clássico e deixa América-MG 'por um fio' na Libertadores

Bia Palumbo
Guilherme Arana foi o destaque do clássico mineiro
Guilherme Arana foi o destaque do clássico mineiro / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

O clássico mais antigo do futebol mineiro ganhou um novo capítulo pela Libertadores, em noite inspirada do lateral-esquerdo Guilherme Arana, que marcou um e deu passe para Nacho Fernández na vitória por 2 a 1 do Atlético-MG sobre o América-MG. Com isso o alvinegro chegou a 17 jogos de invencibilidade no torneio, um recorde que apenas Flamengo (2020-2021) e o Sporting Cristal (Peru, entre 1962-1969) conseguiram até agora.

O Galo chegou a 8 pontos e assumiu a liderança isolada do grupo E, superando o Independiente del Valle (Equador), que no complemento desta rodada encara o Tolima fora de casa. A equipe colombiana está em 3º lugar, com 4 pontos.

Já o Coelho é o lanterna porque soma apenas 1 ponto conquistado justamente no empate diante do Atlético.

O Atlético-MG perdeu pela última vez na Libertadores em 24 de abril de 2019, quando o Nacional (Uruguai) venceu por 1 a 0 em Belo Horizonte.

Para completar, o time de Antonio 'El Turco' Mohamed acumula 17 vitórias em 24 jogos na temporada, um aproveitamento de 79%. São mais títulos (dois, a Supercopa do Brasil e o Campeonato Mineiro) do que derrotas (apenas uma, o 1 a 0 para o URT, quando o técnico argentino escalou um time alternativo).

facebooktwitterreddit