Copa Libertadores

Os 10 maiores artilheiros da história da Libertadores

Matheus Nunes
Ídolo por onde passou, Luizão é o único brasileiro na lista e balançou a rede inclusive na final em 2005
Ídolo por onde passou, Luizão é o único brasileiro na lista e balançou a rede inclusive na final em 2005 / VANDERLEI ALMEIDA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Não dá pra negar que a Libertadores é considerada a maior competição do nosso continente e uma das maiores do mundo. Ainda na fase inicial na temporada 2022, a torcida é que mais um brasileiro levante o troféu, algo que aconteceria pela quarta vez consecutiva após as conquistas de Flamengo e Palmeiras.

Pensando nisso, o 90min traz uma lista com os 10 maiores artilheiros da história da competição continental. Nesta semana temos mais uma rodada e quem pode entrar nesse ranking é Gabriel Barbosa, o Gabigol, que balançou a rede 26 vezes até o momento.

10. Lucas Pratto

O atacante argentino é o único da lista que ainda está em atividade. Atualmente no Vélez, o "Urso", como é conhecido no país natal, já deixou sua marca 27 vezes no campeonato. Ele pode ultrapassar essa marca, já que sua equipe está disputando a atual edição. Além do clube fortinero já balançou a rede por River Plate, Atlético-MG e Universidad Católica.

9. Luis Artime

Entre 1966 e 1974, o argentino Luis Artime marcou 28 vezes na Libertadores, defendendo o Independiente (Argentina) e Nacional (Uruguai).

8. Luizão

Sao Paulo's forwards Luizao (L) and Amor
Centroavante fez dupla com Amoroso no São Paulo, onde eles foram campeões da Libertadores em 2005 / MAURICIO LIMA/GettyImages

O único brasileiro na lista é o ex-atacante que conquistou a América em 1998 pelo Vasco e em 2005 pelo São Paulo, totalizando 29 gols.

7. Juan Sarnari

Cria do River Plate, o ex-atacante argentino balançou as redes 29 vezes da Liberta e rodou por Chile e Colômbia onde jogou no Deportes La Serena, Universidad Católica, Universidad de Chile, Independiente Medellín e Independiente Santa Fe.

6. Antony de Ávila

O ex-atacante colombiano que ficou conhecido como Pipa ou El Pitufo atuou pelo América de Cali e Barcelona de Guayaquil na Libertadores e marcou 29 vezes somando os jogos pelas duas equipes, sendo 27 pelo clube de seu país.

5. Julio César Morales

Um dos jogadores históricos do Nacional, o ex-atacante uruguaio fez 30 gols ao longo de 76 jogos na competição continental, todos pelo clube de Montevidéu. Chamado de Cascarilla, ele foi campeão em 1971 e 1980 e faleceu em fevereiro, aos 76 anos.

4. Daniel Onega

O maior goleador argentino da história do torneio, com 31 gols, todos pelo River Plate. Além disso, é o maior artilheiro em uma única edição da competição, quando marcou 17 vezes em 1966, e também o recordista em mais gols no torneio por um único clube, superando Martín Palermo (Boca Juniors), com 25.

3. Pedro Rocha

Para fechar o top três vem ex-meio campista uruguaio. Chamado de Verdugo, ele marcou 37 gols na competição, sendo 26 pelo Peñarol, 10 no São Paulo e um pelo Palmeiras.

2. Fernando Morena

O uruguaio aparece em segundo com 37 gols em 77 partidas pelo Peñarol entre os anos de 1973 e 1986. Na equipe, ele também conquistou o titulo em 1982 da Libertadores e é considerado uma das lendas do clube uruguaio, tanto que ganhou uma estátua no Estádio Campeón del Siglo.

1. Alberto Spencer

O jogador que mais fez gols na competição foi o ex-atacante equatoriano Alberto Spencer. Foram 54 bolas dentro das redes em 87 jogos que disputou no torneio: 48 pelo Peñarol - onde foi tricampeão do torneio - e seis atuando pelo Barcelona de Guayaquil.

facebooktwitterreddit