Barcelona

LaLiga: Barcelona tem recuperação extraordinária e aumenta teto salarial – saiba mais

Antonio Mota
Barcelona deixa 'valores negativos' para trás e recupera teto salarial.
Barcelona deixa 'valores negativos' para trás e recupera teto salarial. / Eric Alonso/GettyImages
facebooktwitterreddit

A LaLiga divulgou, na tarde desta sexta-feira, 9, os novos tetos salariais das equipes das principais divisões do futebol do país. Conforme anunciado pela organização, o Barcelona conseguiu recuperação extraordinária e passou de um limite salarial negativo de 144,3 milhões de euros para um extrato positivo de 656,4 milhões de euros.

Nos últimos tempos, o Barça adotou diversas medidas, chamadas "alavancas financeiras", para conseguir se reerguer. Entre outras ações, o clube se desligou de jogadores e costurou vários acordos milionários, como os da venda de 25% dos direitos de televisão do Espanhol (25%) e de parte (24,5%) da filial audiovisual Barça Studios. Com essas e outras negociações, o time grená conseguiu alavancar o seu teto salarial.

Vale notar que o poderoso clube do Camp Nou realizou diversas movimentações agressivas no último mercado da bola. A equipe contratou nomes de peso como Robert Lewandowski, em Bayern de Munique, Raphinha, ex-Leeds, e Jules Koundé, ex-Sevilla.

O presidente da LaLiga, Javier Tebas, comentou sobre o novo teto salarial do Barcelona e alertou: “Tem que administrar a folha salarial”, iniciou, antes de emendar: “É muito difícil manter esse limite na temporada que vem", frisou. Tebas ainda completou:

"[Os dirigentes do Barça] sabem da situação: ou mais alavancas, o que é difícil, ou reduzir a folha salarial em torno de 400 milhões de euros, os gastos com o elenco. É muito difícil que mantenham no ano que vem."

falou Tebas.

Conforme informado pela LaLiga, o Real Madrid é o clube com o maior teto salarial da Espanha: 683,4 milhões de euros. O Atlético de Madrid completa o top-3, com limite de 341 milhões de euros.

facebooktwitterreddit