Futebol Internacional

Klopp defende Darwin Núñez e cita Cristiano Ronaldo ao explicar fase do Liverpool: 'Acontece com todos'

Nathália Almeida
Klopp saiu em defesa de Darwin Núñez
Klopp saiu em defesa de Darwin Núñez / Boris Streubel/GettyImages
facebooktwitterreddit

Às vésperas da importante partida contra o Rangers pela terceira rodada da fase de grupos da Champions League, Jürgen Klopp concedeu entrevista coletiva sincera, "abrindo o jogo" sobre o momento de instabilidade do Liverpool e sobre a dificuldade de Darwin Núñez em explodir com a camisa vermelha.

Perguntado sobre o centroavante uruguaio, o treinador alemão afirmou que as grandes expectativas por vezes atropelam o natural processo de adaptação de um atleta recém-chegado a um novo país/mercado. Ele ainda revelou ter tranquilizado Darwin em uma conversa particular, passando confiança para o jovem jogador.

"Ele ainda está se adaptando. Quando chegam novos jogadores, todos querem que eles de adaptem de modo instantâneo, mas isso só acontece às vezes. Tivemos uma longa conversa ontem e dissemos a ele que estamos tranquilos, muito calmos. É importante que, dado o nosso contexto, ele não se preocupe. A equipe não está a 100% e isso não torna as coisas mais fáceis para um atacante, sobretudo um finalizador."

Klopp, sobre Darwin Núñez
Juergen Klopp, Darwin Nunez
Darwin ainda está se adaptando ao novo clube e à Premier League / Boris Streubel/GettyImages

Por falar em confiança, Klopp acredita que a falta dela seja a principal explicação para a fase turbulenta vivida pelos Reds. E ao defender seu ponto de vista, o comandante chegou a citar os dois maiores futebolistas deste século, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

"Perguntam como é possível que os meus jogadores não estejam confiantes... Acham que Cristiano Ronaldo, nesta altura, está no topo de seus níveis de confiança? Durante anos, ele foi o melhor jogador do mundo e agora as coisas não estão acontecendo para ele. Acontece com todos. A temporada passada do Messi foi um pouco assim, não esteve em seu melhor. Basta darmos um passo na direção certa e a confiança voltará", concluiu.

facebooktwitterreddit