Brasileirao Série A

Juventude e Avaí perdem chances em jogo disputado na luta contra o rebaixamento no Brasileirão

Bia Palumbo
Bissoli é o vice-artilheiro do Brasileirão com 12 gols, um a menos do que Germán Cano, do Fluminense
Bissoli é o vice-artilheiro do Brasileirão com 12 gols, um a menos do que Germán Cano, do Fluminense / Heuler Andrey/GettyImages
facebooktwitterreddit

Ruim para os dois. Assim pode ser classificado o empate entre Juventude e Avaí neste sábado (3), que abriu a 25ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Lanterna, o clube gaúcho tomou a iniciativa em Caxias do Sul, mas faltou precisão - como em chute de Felipe Pires - e o goleiro Vladimir fez boas defesas no primeiro tempo, como cabeçada de Vitor Mendes, em finalizações de Renato Chaves e Chico. Apesar disso, quem chegou a balançar a rede foi a equipe catarinense, porém a arbitragem anulou por impedimento de Pottker.

Dois gols em seis minutos, VAR em ação e mais

Quando a fase não está boa um erro pode ser fatal. E isso aconteceu com o Juventude, que tentou sair jogando, mas falhou na troca de passes e então Bruno Silva acionou o artilheiro Bissoli, que marcou o 12º gol dele no campeonato. Cenário trágico para o Ju, que conseguiu reagir. Primeiro Pitta bateu e ganhou escanteio.

Na cobrança a bola foi levantada e Pottker afastou em cima da linha, mas a arbitragem foi alertada pelo VAR e deu toque no braço do atacante. Chico empatou ao apostar na chamada bola de segurança, no meio do gol. Pitta ainda deu trabalho em cabeçada firme e ainda tiveram duas bolas na trave, uma do paraguaio e outra de Natanael, do Avaí.

facebooktwitterreddit