Vasco da Gama

Justiça determina execução de dívidas trabalhistas do Vasco; clube deve mais de R$ 90 milhões

Antonio Mota
Problema no Vasco. Justiça determina execução de dívidas trabalhistas do clube.
Problema no Vasco. Justiça determina execução de dívidas trabalhistas do clube. / Buda Mendes/Getty Images
facebooktwitterreddit

Em meio aos trabalhos para a partida diante do Londrina, em São Januário, na noite desta quarta-feira (18), pela 19ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco recebeu uma péssima notícia. Conforme o Lance!, a Justiça decidiu executar R$ 93,5 milhões em dívidas trabalhistas do Gigante da Colina – valor que, antes suavizado no Ato Trabalhista, passa a ser cobrado de uma única vez.

O Alvinegro Carioca foi retirado do Ato Trabalhista – programa desenvolvido para o reparcelamento de dívidas desta seara – no mês de maio, em decorrência de inadimplência e descumprimento de compromissos. Assim, uma sentença como essa, que foi assinada pelo juiz Fernando Reis de Abreu, gestor de centralização do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1), e publicada na última terça-feira (17), era até esperada.

Vale pontuar que o processo original do caso é de 2014. À época, um ex-funcionário do Vasco solicitava o pagamento de R$ 60 mil.  Confira mais abaixo as fontes das receitas para a execução da cobrança.

Ato Trabalhista Vasco
Sem o Ato Trabalhista, Vasco tem dívida de quase R$ 100 milhões para pagar de uma única vez. / BRUNA PRADO/Getty Images

Fontes do dinheiro para a cobrança:

- R$ 24 milhões de direitos de transmissão do Grupo Globo de forma imediata. E 30% do que o clube ainda tem para receber.

- Até R$ 900 mil mensais em bloqueios de contas do clube.

- 30% de premiações e classificações em torneios da CBF.

- 30% da receita do programa sócio-torcedor da equipe.

- 30% da receita da VascoTV.

- 30% dos valores a receber da TV Record por direitos de transmissão.

- 30% dos valores das receitas dos patrocinadores da equipe (BMG, TIM, Havan e Ambev).

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit