Futebol Internacional

Grupo de jogadores brasileiros na Ucrânia deixa bunker em comboio com destino à estação de trem

Lucas Humberto
Esposa de Marlon Santos, zagueiro do Shakhtar Donetsk, atualizou a situação do grupo de brasileiros na Ucrânia
Esposa de Marlon Santos, zagueiro do Shakhtar Donetsk, atualizou a situação do grupo de brasileiros na Ucrânia / Marco Canoniero/GettyImages
facebooktwitterreddit

Perto do desfecho? Maria Paula Marinho, esposa do zagueiro Marlon Santos, do Shakhtar Donetsk, fez uma live em seu Instagram mostrando que o grupo de jogadores brasileiros e seus familiares deixou o bunker onde passaram os últimos dias. Agora, eles irão tentar pegar um trem para deixar a Ucrânia em meio ao conflito com a Rússia.

Com cerca de 50 brasileiros, o grupo se dividiu em carros e precisou utilizar um comboio para ir até uma estação de trem. "Foi uma correria, porque fomos avisados de última hora. Estamos todos os brasileiros juntos. Estamos indo para a estação de trem, foi informado que está com trem para sair agora", informou Maria Paula.

"A Ucrânia se pronunciou que entre 17h e 8h todas as pessoas que estiverem na rua são vistas como pessoas de risco, inimigos. Todo mundo com a bandeira do Brasil colada na frente [dos carros]. A gente vai ter que sair andando e deixar o carro. Estamos tentando pegar o trem. Vai dar tudo certo. Estamos com três crianças, vou ter que desligar, orem bastante pela gente", completou.

Através de um canal do Telegram, a Embaixada do Brasil em Kiev está informado sobre trens que partem de diferentes cidades da Ucrânia com destino a locais próximos da fronteira. "As pessoas só devem se dirigir à estação, porém, se considerarem que há segurança suficiente. Deve-se chegar na estação também com bastante antecedência antes do toque que se inicia às 17:00" explicou.

Tentativa frustrada nesta sexta

Algumas horas antes, o mesmo grupo de jogadores havia divulgado outro vídeo nas redes sociais pedindo ajuda. Nesta sexta-feira (25), Marlon, demais atletas e seus familiares não conseguiram seguir à estação de trem por conta da falta de segurança. "Até chegar ao trem ou ao metrô, a gente teria que andar um quilômetro, mais ou menos, com crianças, idosos", detalhou.

Marlon Santos Shakhtar Donetsk Ucrânia Rússia
Marlon Santos atua no Shakhtar Donetsk / Marco Canoniero/GettyImages

"Mais uma vez a gente está aqui reunido, desta vez indignado, estamos cansados, agoniados, e a falta de alimento, de fralda, de leite tem aumentado, e a gente não tem uma solução e está muito difícil aqui para a gente. A gente pede ajuda, por favor", ressaltou Marlon no mais recente vídeo divulgado. Novas informações serão atualizadas em breve.

facebooktwitterreddit