Jesualdo não resiste aos maus resultados e é demitido no Santos; Clube já tem favorito

Jesualdo Ferreira
Santos v Delfin - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Wagner Meier/Getty Images

Escolhido 'a dedo' pelo departamento de futebol alvinegro após a despedida de Jorge Sampaoli, Jesualdo Ferreira durou apenas 15 partidas na área técnica do Santos. Restando poucos dias para o pontapé inicial do Campeonato Brasileiro 2020, o clube da Vila Belmiro decidiu por partir caminhos e confirmou, na tarde desta quarta-feira (5), a demissão do comandante luso.

De acordo com a apuração do Globoesporte, a pressão de bastidores sobre o trabalho de Jesualdo já existia desde antes da paralisação do calendário, muito em função das atuações bem abaixo da média da equipe alvinegra. A classificação ao mata-mata não aliviou a situação do técnico, tendo em vista que o Peixe avançou com a pior campanha dentre os líderes de chave. A queda precoce para a Ponte Preta, nas quartas, acabou sendo a 'gota d'água' aos olhos da alta cúpula. Em sete meses de clube, seu aproveitamento total foi de 48,8%, com seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas em 15 jogos disputados.

Jesualdo Ferreira
Santos v Red Bull Bragantino - Paulista State League | Buda Mendes/Getty Images

Vale destacar que a demissão de Jesualdo gera mais um 'rombo' aos cofres alvinegros, já que entre multa rescisória, dívidas em aberto e valor reduzido do salário sem acordo, o Peixe terá que pagar algo em torno de R$ 5 milhões ao comandante e sua comissão.

Ciclo sem fim? 'Velho conhecido' é o favorito ao cargo

Cuca
Palmeiras v Santos - Brasileirao Series A 2018 | Alexandre Schneider/Getty Images

Faltando apenas quatro dias para sua estreia no Brasileirão 2020, o Santos corre contra o tempo para anunciar um novo comandante. Surpreendentemente, Cuca desponta como o favorito de momento nos bastidores alvinegros: apesar de sua última passagem pela Vila Belmiro ter sido marcada por 'estranhamentos' com José Carlos Peres, seu nome agrada pela experiência e por ser um conhecedor do clube e do momento vivido pelo mesmo.

A negociação, no entanto, não é considerada simples, já que o Peixe encara um momento delicado nas finanças e corre riscos sérios de perder atletas na Justiça.