Imprensa paraguaia vê "irresponsabilidade" de Piris como crucial para eliminação do Libertad diante do Palmeiras

Fabio Utz
Alexandre Schneider/Getty Images
facebooktwitterreddit

A derrota por 3 a 0 do Libertad, diante do Palmeiras, pela rodada de volta das quartas de final da Libertadores, colocou um ponto final na trajetória dos representantes paraguaios na competição. E, obviamente, o assuntou repercutiu na imprensa local. Os principais periódicos destacaram que o time impôs alguma dificuldade ao Verdão, mas foi prejudicado pela expulsão de Piris. Aliás, o atleta que recebeu cartão vermelho não foi perdoado.

"A ineficácia e uma irresponsabilidade de Piris tiraram o Libertad da Copa", foi a manchete do La Nacion. Na matéria, o jornal salienta que a equipe comandada por Gustavo Morínigo criou boas chances e poderia até mesmo ter saído na frente no placar. No entanto, o que se viu foi o Palmeiras aproveitar as oportunidades e, depois, ganhar um "presente" do rival. "Na noite chuvosa do Brasil, o time local só se mostrou superior por conta da incrível irresponsabilidade de Iván Piris, que foi expulso em uma atitude infantil, que não condiz com sua trajetória", salienta.

O ABC Color se posicionou na mesma linha. "O Libertad não jogou mal, assim como em Assunção, mas ficou sem recuperação depois da irresponsável ação de Iván Piris, que foi expulso e deixou sua equipe com um a menos, e isso foi aproveitado pelos brasileiros, que anotaram dois gols a mais ante um Martín Silva que salvou sua equipe em diversas oportunidades", enfatiza o artigo. O Palmeiras, agora, aguarda por River Plate ou Nacional na semifinal. Os argentinos venceram o duelo de ida por 2 a 0.

Para mais notícias do Palmeiras, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit