Copa América

Imprensa argentina cita Bolsonaro e provoca Brasil após título da Copa América: 'Maracanazo histórico'

Nathália Almeida
Argentina venceu a decisão da Copa América por 1 a 0
Argentina venceu a decisão da Copa América por 1 a 0 / Buda Mendes/Getty Images
facebooktwitterreddit

Para os argentinos, o enredo não poderia ter sido mais perfeito: enfrentando seu maior rival em um dos maiores templos do futebol mundial, o Maracanã, a Argentina foi competente e venceu a Seleção Brasileira por 1 a 0, conquistando a Copa América e encerrando um jejum de taças que já durava 28 anos.

Entalado na garganta por quase três décadas, o grito de 'é campeão' ecoou no gramado do Maracanã, no setor em que a torcida argentina se encontrava, nas cabines de imprensa onde trabalhavam os jornalistas argentinos e, obviamente, nos principais periódicos e veículos de comunicação do país vizinho.

Alguns deles, como o 'Clarín', aproveitaram para tirar uma onda com a arquirrival que veste verde e amarelo, relembrando a tradicional expressão que marcou a derrota por 2 a 1 para o Uruguai na final da Copa de 1950: "Maracanazo histórico: Argentina campeã da Copa América. A lágrimas de Neymar dizem tudo. Chora Scaloni, abraça Lionel Messi, espetacular, heroico e inesquecível", publicou o jornal.

O jornal 'Olé' foi além em sua celebração, equiparando a sensação da conquista no Maracanã com um título mundial: "A Argentina conseguiu um Maracanazo, chega de imagens tristes (...) A Seleção levanta a taça, o Brasil olha para ela, e Messi é o rei da terra deles. Messi acaba de se tornar eterno (se já não era) para escalar o pedestal da glória. Não é uma Copa do Mundo, obviamente, mas vencer uma final contra o Neymar, em casa, e contra Bolsonaro que disse que perderíamos de cinco, dá a impressão de ser uma Copa do Mundo", vibrou.

argentina brasil copa america maracana
Argentina conquistou a tão sonhada taça da Copa América / CARL DE SOUZA/Getty Images
facebooktwitterreddit