Haitiano de apenas 15 anos é nova aposta da base gremista; atleta passa a ser observado após se destacar na várzea

Fabio Utz
SILVIO AVILA/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Grêmio, desde a última quinta-feira, conta com uma novidade em suas categorias de base. O garoto Ganael Gary, natural do Haiti e que mora no Brasil desde 2018, assinou contrato de amador com o clube e, aos 15 anos, passará por um período de avaliação.

Embora não tenha histórico em nenhuma outra equipe, chamou atenção por sua técnica e velocidade em partidas de várzea organizadas na cidade de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre. Se tiver boa adaptação, a partir de 2021 poderá, inclusive, firmar um vínculo de profissional. "Um árbitro que apita jogos organizados por uma igreja me contou sobre ele. Eu vi um jogo onde o menino, no meio de adultos, chamou muita atenção pela técnica. Ele é um ponta com drible. Ele foi muito bem contra adultos amadores, mas adultos com muito mais força física", afirmou Gustavo Marrone, analista de mercado e observador de atletas do Grêmio, ao Uol Esporte.

A funcionários do Tricolor Ganael contou que mal conhece as regras do esporte, já que sua educação física, no país de origem, era voltada basicamente ao atletismo. Assim, o jovem tinha contato com o futebol apenas pela televisão. Mesmo assim, há quem aposte no seu sucesso. "Ele é talento puro. Um menino muito rápido e técnico", elogiou Pablo Bueno, seu empresário. Antes da pandemia de coronavírus, o haitiano chegou a passar por testes no rival Internacional, mas a suspensão das atividades impediu sua incorporação definitiva.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit