Futebol brasileiro

Grupo City define alvo para conduzir projeto de SAF do Bahia

Matheus Nunes
O clube baiano está prestes a se tornar SAF, mas os dirigentes ainda não se pronunciaram sobre a venda
O clube baiano está prestes a se tornar SAF, mas os dirigentes ainda não se pronunciaram sobre a venda / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Grupo City está perto de um acerto com o Bahia para o clube brasileiro se tornar uma Sociedade Anônima do Futebol (SAF). Enquanto a proposta oficial não é apresentada, os donos do Manchester City se movimentam nos bastidores a fim de buscar nomes para integrar a gestão do que seria esse clube-empresa.

O nome da vez é Rui Costa, diretor de futebol do São Paulo. Segundo informações do ge, o dirigente do Tricolor do Morumbi foi procurado pelo grupo inglês para assumir o cargo de CEO no Esquadrão.

FBL-EUR-C1-MAN CITY-TRAINING
Atual campeão e líder da Premier League, Manchester City é o time mais famoso do grupo / OLI SCARFF/GettyImages

Apesar da sondagem, ainda não existe nada acertado. No São Paulo desde 2021, Rui Costa tem passagens por Atlético-MG, Grêmio, Chapecoense e Athletico-PR. Além dele, o coordenador das categorias de base do Palmeiras, João Paulo Sampaio, também está no radar do Grupo City para fazer parte do projeto.

O Bahia ainda não se manifestou sobre as conversas para o clube se tornar SAF, mas o presidente Guilherme Bellintani realizou viagens para a Inglaterra em abril para conversar com o City Football Group, empresa que tem parceria com o Bolívar (Bolívia) e ainda é responsável pela gestão de clubes como Manchester City (Inglaterra), Melbourne City (Austrália), Sichuan Jiuniu (China),Yokohama Marinos (Japão), Mumbai City (Índia), Girona FC (Espanha), Estac Troyes (França), Lommel SK (Bélgica), New York City (Estados Unidos) e Montevideo City Torque (Uruguai).

facebooktwitterreddit