GreNal decisivo tem briga, expulsões e título gremista; Cebolinha ergue taça e chora

Eveton
Palmeiras v Gremio - Brasileirao Series A 2019 | Alexandre Schneider/Getty Images

Agridoce. Nenhuma outra palavra pode descrever melhor a noite desta quarta-feira (5) para o torcedor do Grêmio: de um lado, a alegria por mais uma vitória sobre o arquirrival Internacional, triunfo que garantiu o Tricolor na decisão do Estadual; do outro, a tristeza pelo clima de despedida que se deu imediatamente após o apito final, com o craque Everton Cebolinha dando sinais de que pode ter sido seu último jogo pelo clube.

Falando da partida em si, Grêmio e Internacional voltaram a protagonizar um clássico pegado, intenso e até mesmo violento em alguns momentos, algo que tem sido a tônica nos confrontos dessa temporada. Dominante na primeira etapa, o Tricolor só conseguiu traduzir a superioridade em gols no segundo tempo, com Maicon e Isaque indo às redes. O segundo gol gremista, já aos 35', foi o estopim para uma confusão de grandes proporções que culminou nas expulsões de Orejuela e Patrick. Nada que abalasse a solidez e o plano de jogo da equipe de Renato, muito superior em relação ao seu maior rival desde o primeiro minuto de jogo.

Com a vitória, o Grêmio garantiu a taça do returno e sua vaga na grande decisão do Gauchão, na qual enfrentará o Caxias. Em um belo gesto de respeito e companheirismo, o capitão Pedro Geromel passou a braçadeira para Everton, permitindo que o atacante erguesse a taça neste que foi, possivelmente, seu último jogo como jogador tricolor. Em entrevista emocionada, Cebolinha confirmou que as negociações com o Benfica estão avançadas:

"Era obrigação nossa ganhar aqui hoje. Professor montou a estratégia e cumprimos bem. Então, pode ser o último, como não pode. Tem coisas aí, faltam alguns detalhes, a gente tem uma situação bem avançada. Só quero agradecer, se for o último ou não, agradecer esse clube. Fechar com chave de ouro, agradecer por proporcionar esse momento. Alguns detalhes, mais coisas burocráticas, porcentagens, talvez se resolva aí (...) Foram 8 anos que defendi esse clube, pude honrar a camisa. Emocionado. Uma vitória aqui, cheguei com 16 anos, ganhei títulos, só tenho a agradecer. Muita gratidão, agradecer por tudo, é um aprendizado que tive aqui. Não nasci gremista, mas a vida me fez. Vou levar para o resto da vida", disse o atacante, aos prantos.

Grêmio e Caxias decidirão o Campeonato Gaúcho 2020, confronto ainda sem data definida pela Federação Gaúcha de Futebol.