Opinião

Grêmio faz bem em 'bater pé' e dizer que não irá propor rescisão com Douglas Costa; camisa 10 que trate seu futuro

Fabio Utz
Atleta se mostrou alheio ao momento do Tricolor em 2021
Atleta se mostrou alheio ao momento do Tricolor em 2021 / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

O futuro de Douglas Costa é uma verdadeira incógnita. Só que é fato que ele tem contrato de empréstimo com o Grêmio até a metade de 2022, com cláusula de renovação automática por mais um ano e meio. Agora, mesmo que o clima para o atacante na Arena tenha ficado praticamente insustentável, a direção, na figura do vice de futebol Denis Abrahão, faz bem em bater pé e dizer que não vai rescindir o vínculo para o clube ter que arcar com dívidas estratosféricas.

Foi Douglas Costa que se mostrou alheio à realidade do Tricolor. Foi Douglas Costa que pediu liberação para casar dois dias antes da partida que definiria o futuro da instituição. Foi Douglas Costa que forçou um cartão amarelo para ficar de fora de um duelo tão importante quanto. Foi Douglas Costa que soltou palavrões para torcedores nas redes sociais. Foi Douglas Costa que provocou os gremistas com um 'tchauzinho' no jogo que culminou no rebaixamento à segunda divisão.

Diante disso, eu me pergunto: se Douglas Costa fez tudo isso (e mais um pouco), por qual razão teria que ser o Grêmio o 'protagonista' da rescisão? Não, se o clube já fez péssimos negócios recentemente e acumulou pendências financeiras com atletas que pouco fizeram pelo time - o caso mais recente é o de Alisson, que não queria seguir e irá receber R$ 3,6 milhões só para ir embora -, não é hora de fazer mais um.

O camisa 10 quer ir embora? Que vá, a torcida e o clube também não mais o querem - para quem não sabe, o total do acordo entre as partes, por trinta meses, bate em R$ 40 milhões. Mas não é tirando mais dinheiro dos cofres azuis que essa situação irá se definir - do contrário, que siga jogando ou treinando em separado, mas não não recebendo dos gremistas para atuar em um rival. Ele que traga uma proposta ou que consiga um clube para arcar com todos os seus ganhos e, assim, colocar um ponto final na relação com o time azul. Ou alguém aí acredita na vontade do profissional em seguir em Porto Alegre?

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

facebooktwitterreddit