Grêmio, com um contexto perdedor e arrogante, está na segunda divisão do futebol brasileiro

Fabio Utz
Tricolor, ultimamente, reclama muito mais do que joga
Tricolor, ultimamente, reclama muito mais do que joga / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Grêmio está na segunda divisão. Digo isso com a mais profunda tristeza de quem, antes de ser um profissional que trabalha com futebol, é torcedor tricolor. Embora a matemática ainda permita sonhar com a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro, o contexto do clube é perdedor. E isso se reflete, de forma incontestável, no dia a dia de trabalho.

No Gre-Nal do último sábado, foi o Inter que lutou por cada bola como se fosse um prato de comida, foi o Inter que parecia vir de uma sequência absolutamente avassaladora sobre o maior rival, foi o Inter que entendeu o que aconteceu dentro das quatro linhas. O que o técnico Vagner Mancini falou após a derrota por 1 a 0 constrange a todos. E o vice-presidente de futebol Denis Abrahão, que deveria ser a voz dissonante de uma direção completamente perdida, foi na mesma linha.

Miguel Borja Rodrigo Lindoso Grêmio Inter Gre-Nal Campeonato Brasileiro
Tricolor perdeu o Gre-Nal e não fez muita força dentro de campo / Silvio Avila/GettyImages

Não, não é hora de enganar a torcida. Não é hora de se colocar acima do bem e do mal. Não é hora de se mostrar forte apenas para tentar impedir a flauta rival. Não é hora nem de cutucar o outro lado - como alguns tentaram fazer, de forma patética. O Grêmio, do presidente ao treinador, não sabe o que acontece dentro da Arena - e não é de agora que a situação degringola e todos ficam inertes, vendo o tempo passar como que acreditando no imponderável.

O clube das três cores, o Imortal, o time que há poucos anos encantava o Brasil deveria descer do pedestal e começar uma verdadeira limpa, nos gabinetes e no vestiário. A instituição, antes forte e pujante, apodreceu. O tempo, agora, precisa ser utilizado para repensar o futuro. A toalha, por quem realmente vê futebol com os olhos, já foi jogada há muito tempo. Pena que quem realmente tem o poder de fazer algo siga com uma coroa na cabeça e sentado no trono se achando acima do bem e do mal.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

facebooktwitterreddit