Grêmio ainda deve por Caio Henrique, e aguarda posição dos espanhóis para definir valor a ser pago

FBL-LIBERTADORES-GREMIO-INTER
SILVIO AVILA/Getty Images

No final da semana passada, o Grêmio comunicou de forma oficial o desligamento de Caio Henrique. Por um pedido do Atlético de Madri, clube detentor dos direitos econômicos do lateral-esquerdo, o Tricolor foi obrigado a liberá-lo antes do final do empréstimo, previsto inicialmente para dezembro. Pois agora a direção azul negocia com os espanhóis o valor final a ser pago em função do período em que o atleta prestou serviços na Arena.

Nesta segunda-feira, quando o plantel gremista se reapresentou após um final de semana de folga, Caio Henrique já não esteve presente, mesmo que siga em porto Alegre - a tendência é de que se reapresente na Europa somente no final do mês. Na interpretação gremista, no momento em que os colchoneros fizeram a solicitação, as obrigações junto ao jogador cessam. Ou seja, nem mesmo o salário relativo a junho precisará ser quitado. Portanto, o que se espera é um retorno oficial por parte do time da Espanha para se chegar a um consenso sobre a questão.

O lateral era um grande desejo do futebol do Grêmio, tanto que o clube não poupou esforços para trazê-lo no início de 2020 com o intuito de ser titular da equipe comandada por Renato Portaluppi. Na ocasião, ficou acertado que os gaúchos pagariam 500 mil euros pelo repasse. A primeira parcela, equivalente a metade deste valor, foi quitada, mas a o Tricolor pediu para adiar o repasse da segunda em função da crise causada pela pandemia de coronavírus. Agora, é preciso ver justamente como fica este débito, uma vez que o atleta não cumprirá todo vínculo - a ideia é atualizá-lo de forma proporcional ao tempo de estada na Arena. No total, Caio Henrique disputou apenas cinco partidas pelo clube, mas já era considerado o dono da posição. Para o futuro, a tendência é de que Bruno Cortez retome o posto, já que dificilmente haverá condições de se contratar outro nome.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.