Copa América Feminina

Com golaços, Brasil atropela Argentina na estreia da Copa América Feminina

Bia Palumbo
Adriana marcou duas vezes contra as argentinas
Adriana marcou duas vezes contra as argentinas / JUAN BARRETO/GettyImages
facebooktwitterreddit

Um show de bola! A trajetória da Seleção Brasileira na Copa América Feminina de 2022 começou com clássico e da melhor forma possível para as favoritas: 4 a 0 diante da Argentina, principal adversária e única equipe a vencer a equipe canarinho na história do torneio.

Adriana (2), Bia Zaneratto (pênalti) e Debinha marcaram, sendo que os dois últimos gols foram concluídos em lances de pura habilidade, com as jogadoras driblando a goleira Vanina Correa.

Destaque da Albiceleste, Banini começou no banco e só entrou quando o jogo estava resolvido. As brasileiras abriram 2 a 0 logo no primeiro tempo, em uma vitória sem sustos, o que proporcionou inclusive rodar o elenco para minimizar o desgaste físico e observar alternativas para a sequência da competição.

Camisa 9 e artilheira da Era Pia Sundhage, Debinha entrou apenas no segundo tempo, mas mesmo assim conseguiu fazer a diferença. Ela recebeu um passe em profundidade de Duda, chutou firme e alcançou um feito histórico pelo país ao alcançar os 50 gols com a camisa verde e amarela.

As meninas voltaram a campo pela primeira vez após as derrotas nos amistosos pela Europa, então o placar elástico e sem sofrer gols no clássico que envolve uma rivalidade que extrapola os limites do futebol podem servir de motivação para o Brasil. E tem mais: Pia Sundhage continua invicta contra seleções do continente.

A Seleção Brasileira volta a campo na terça-feira (12), quando enfrenta o Uruguai, que na rodada inaugural perdeu por 1 a 0 para a Venezuela. As meninas ainda enfrentam as venezuelanas e o Peru nesta primeira fase. O outro grupo tem Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Paraguai.

facebooktwitterreddit