Futebol Feminino

Gol de meio-campo e vitória épica: um resumo da segunda rodada da Champions League Feminina

Lucas Humberto
Épico triunfo do Bayern de Munique foi selado apenas nos acréscimos
Épico triunfo do Bayern de Munique foi selado apenas nos acréscimos / Gualter Fatia/GettyImages
facebooktwitterreddit

A segunda rodada da Champions League Feminina chegou ao fim nesta quinta-feira, 27. Cada vez mais equilibrada, a competição continental atingiu o ápice da insanidade futebolística em Benfica 2 x 3 Bayern de Munique. Nos gramados da Suécia, o Barcelona protagoniza outra grande exibição, com direito a gol do meio-campo. Tudo isso nós te contamos abaixo.


Grupo A

Chelsea venceu na Champions League Feminina
Chelsea contou com dois hat-tricks para vencer / Bryn Lennon/GettyImages

Dominante na Women's Super League - uma espécie de Premier League das mulheres -, o Chelsea não deu chances para o Vllaznia sequer respirar. Com um hat-trick de Sam Kerr, outro de Pernille Harder e um gol de Kateřina Svitková, as inglesas venceram por 8 a 0 e se mantiveram isoladas na liderança da chave. Na Espanha, Real Madrid e Paris Saint-Germain empataram sem gols.

A tabela da Grupo A ao término da segunda rodada

  1. Chelsea: seis pontos, duas vitórias, nove gols marcados e zero sofridos
  2. Real Madrid: quatro pontos, uma vitória, um empate, dois gols marcados e zero sofridos
  3. PSG: um ponto, um empate, uma derrota, zero gols marcados e um sofrido
  4. Vllaznia: zerado

Grupo B

A Roma venceu na segunda rodada da Champions League Feminina
A Roma precisou lutar muito para vencer / Insidefoto/GettyImages

Na segunda chave, Wolfsburg e Roma continuaram nadando de braçadas em termos de resultados. Mas, dentro das quatro linhas, o St. Pölten, da Áustria, vendeu bem caro a derrota para as italianas. Com desvantagem de 2 a 0 no placar, La Lupa mostrou poder de reação ao anotar quatro vezes em 12 minutos para sacramentar o movimentado 4 a 3.

A tabela da Grupo B ao término da segunda rodada

  1. Wolfsburg: seis pontos, duas vitórias, seis gols marcados e zero sofridos
  2. Roma: seis pontos, duas vitórias, cinco gols marcados e três sofridos
  3. Slavia Praha: zerado
  4. St. Pölten: zerado

Grupo C

Lina Hurtig, atacante do Arsenal
Sueca Lina Hurtig marcou duas vezes para o Arsenal na segunda rodada / Julian Finney/GettyImages

Líder da Women's Super League, o Arsenal ainda não perdeu na Champions. Aliás, muito pelo contrário: na estreia contra o Lyon, atual campeão do torneio, as inglesas venceram pelo expressivo placar de 5 a 1. Falando no Lyon, as francesas seguem sem triunfar. Na Itália, Horan até colocou o clube em vantagem, mas a Juventus garantiu o empate e, por consequência, a vice-liderança.

A tabela da Grupo C ao término da segunda rodada

  1. Arsenal: seis pontos, duas vitórias, oito gols marcados e dois sofridos
  2. Juventus: quatro pontos, uma vitória, um empate, três gols marcados e um sofrido
  3. Lyon: um ponto, uma derrota, um empate, dois gols marcados e seis sofridos
  4. Zürich: zero

Grupo D

Mariona Caldentey e Ana-Maria Crnogorcevic, do Barcelona
Caldentey marcou um gol insano / Quality Sport Images/GettyImages

Insanto, épico e emocionante! Em Portugal, o Benfica abriu 2 a 0 sobre o Bayern de Munique. Ainda no segundo tempo, as alemãs empataram. E esse parecia ser o desfecho. Até que, aos 44 minutos, as lusitanas perderam um pênalti. Aos 53, um tento das bávaras selou o triunfo por 3 a 2.

Na Suécia, o Barcelona venceu mais uma sem tomar sustos. Mas, em meio ao placar de 4 a 1 sobre o Rosengård, Caldentey fez um daqueles gols que fica marcado na história. Percebendo a goleira Teagan Micah adiantada, a espanhola arriscou do meio-campo e encontrou o fundo da rede.

A tabela da Grupo D ao término da segunda rodada

  1. Barcelona: seis pontos, duas vitórias, 13 gols marcados e um sofrido
  2. Bayern de Munique: seis pontos, duas vitórias, cinco gols marcados e dois sofridos
  3. Rosengård: zerado
  4. Benfica: zerado
facebooktwitterreddit