Copa Libertadores

Gabigol passa a integrar seleta e histórica lista após mais um gol em Libertadores - entenda

Lucas Humberto
Com contribuição direta na goleada flamenguista, Gabigol fez história mais uma vez na Libertadores
Com contribuição direta na goleada flamenguista, Gabigol fez história mais uma vez na Libertadores / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

Quem esperava equilíbrio nesta noite de quarta-feira (6) no Maracanã se surpreendeu. Pela volta das oitavas da final da Libertadores, o Flamengo simplesmente destruiu o Tolima, da Colômbia. A parcial de 7 a 1 foi construída com quatro gols de Pedro, um de Gabigol e um de Matheus França. Julián Quiñones anotou duas vezes, uma contra e outra favorável aos visitantes.

Não é nada difícil encontrar o nome da noite, certo? Anotar um poker-trick na Libertadores não é para qualquer um. Mas, embora não tenha sido responsável por comandar a goleada, Gabriel Barbosa também fez história. Com seu tento, o camisa 9 chegou aos 27 gols no principal torneio continental da América do Sul. E necessitando de apenas 45 partidas.

Gabriel tornou-se o quarto atleta a atingir mais rápido a marca de 27 gols. À frente do atacante rubro-negro estão apenas Alberto Spencer, do Equador, que precisou de 33 duelos; o brasileiro Luizão, que atingiu a marca com 34 confrontos disputados; e o argentino Daniel Onega, ídolo do River Plate, que necessitou de 35 oportunidades.

Gabriel Barbosa e Pedro, atacantes do Flamengo
Bom momento de Pedro e Gabriel reacende esperança da torcida / Buda Mendes/GettyImages

Ele é seguido por Fernando Morena (47 partidas); Alberto Acosta (50); Oswaldo Ramírez (52); Juan Carlos Sarnari (60) e Pedro Rocha (63). As informações são do MisterChip, especialista em levantamento de dados e estatísticas do esporte. Para além da marca pessoal, o bom momento dos atacantes de Dorival Júnior reacende a esperança da torcida. Vem Corinthians por aí...

facebooktwitterreddit